quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

2010

Pedro. Tiago. Pedro & Tiago. Amamentar. Sem percentil. Licença de maternidade. Hospital. Teste do suor. Exames. Vestidos. Emagrecer. Cansaço. Primeira sexta do mês. Mais eu. Birras. Ilha de Armona. A casa da Carolina. Comboio-creche-avós-casa. Cáti & Vicente. Café. Lost. Modern Family. Romances históricos. Facebook. Esplanada. Primeiro carro só meu. Menos ordenado. Os Golpes. Cast.ª de Pêra. Desenterro da caixa. Blogosfera. Doutoramento da Carolina. Família. Reencontro. Casa da avó cheia. A festa. Sorrisos. Lágrimas. Copo sempre meio vazio. Pulseiras. Verniz. Biggest Loser. Bimby.
Miguel, Tiago, Pedro e eu. Sempre.

Das resoluções

feitas no ano passado, algumas foram cumpridas, umas foram adiadas, outras estão em stand-by e outras são uma utopia!
Tudo normal portanto!

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Dia no Oceanário


Do Natal

Tudo correu bem. O Pedro foi para a cama às 20h30 mas decidiu acordar uma hora depois. Fez-nos companhia a noite toda. ria-se quando alguém se ria.
O Pai Natal, aka o pai cá de casa, veio visitar-nos e o Tiago estava excitado, feliz e espantado; tanto que esteve quase sempre de boca aberta.
O Pai Natal tocou à porta. O Tiago, como sempre, foi a correr perguntar quem era e ouviu como resposta um "Oh Oh Oh". "É o Pai Natal!". Abriu a porta e seguiu-o. Respondeu a duas perguntas e recebeu uma prenda: plasticina!
Foi um momento tão cómico! O que nos rimos com eles os dois!

E pronto, o Natal com crianças faz todo o sentido. Estou rendida à coisa.

Eu comi que nem uma lontra!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

O início do fim?

Acho que chegou ao fim a minha aventura no mundo da amamentação. Há dois dias que o Pedro não procura mama e quando a ofereço, ele recusa-a. Se insisto, chora.
Foram 11 meses bons mas com muitas dúvidas. Às vezes, penso que fui demasiada fundamentalista com a mama, que devia ter dado LA e que assim talvez ele tivesse engordado. Contra quase tudo e quase todos, optei pela maminha.

Apontamento sobre a sesta de hoje

O Pedro dormiu 3 horas.
O Tiago está a dormir há 4 horas.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Gramática

Os verbos irregulares são tramados para o meu Tiago.
eu fazi (fiz)
eu sabo (sei)
Ele fazeu (ele fez)

A 2ª pessoa do singular também lhe fez confusão (fizestes, comestes, etc) e foi complicado corrigi-lo, pois ele não percebia o erro. Depois de gritar fizesTE-TE-TE ou viesTE-TE-TE, acho que conseguimos emendá-lo.

Passos

O Pedro já se larga e fica em pé, sem apoio, desde o início de Novembro. Quando o Tiago o viu fazer isso durante 5 segundos, gritou "mamã, mamã, ele anda!" como quem diz "milagre senhores,milagre!". Lindo!
Hoje, quando cheguei à casa, às 21h30, depois de passar o dia em reuniões, o Tiago veio ter comigo a dizer coisas como "o Pedro estava em pé e fazi (fiz) assim [chamar por ele com as mãos estendidas] e ele andou."
Diz o pai que sim, que o Pedo'quinhas deu três passos.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Da festa de Natal do puto

Entre uma reunião e outra, liguei ao pai a saber como tinha decorrido a festa.
- Foi uma seca- disse ele.
Acrescentou ainda:
- Não teve piada nenhuma! Eram muitos miúdos em cima do palco e todos iguais. Estava a filmar um puto- e até me emocionei, pois estava tão sincronizado - e só no fim é que reparei que não era o Tiago.

Ó céus!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Christmas Wish List -Tiago

À mesma pergunta, respostas diferentes.

O que é que vais pedir ao pai Natal?

- um chapéu [de chuva] cor-de-rosa.
(o quê?)

- uma pistola
(era mesmo o que mais faltava)

- um gato...eu gosto muito de gatos!
(e quem é que trataria do bicho, hein? )

- Uma pista de carros
Ah! assim está melhor!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

O que se passa?

Não sei se foi de estar com a Daniela ao colo ou se foi de ler o post da Mary ou ainda de estar no meu período fértil, mas a verdade é que me apetece ter mais um filho, quer dizer, uma filha, uma menina.
Um desejo cada vez maior.
Só posso estar louca. O pai diz que sim, que estou louca e que não, não quer ter mais filhos.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

dasse!

Sábado de manhã, dia 18, festa do Tiago na escola. O puto vai cantar no coro da escola, vai dançar e fazer coisas lindas e maravilhosas.
Sábado de manhã, dia 18, dia de avaliação no colégio.

Foda-se! Foda-se! Foda-se!

(o pai há-de ir e gravar tudo para eu ver depois)

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Constatação

Há dias em que a minha casa parece a casa das sopas. Hoje, mais parece uma lavandaria.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Circo


No sábado, deixámos o Pedro com os avós e fomos os três ao circo.
A primeira grande preocupação do Tiago foi o lanche. Na véspera, disse-me "mamã, faz um lanchinho para o Tiago comer no circo". Assim fiz. Quando lá chegou, quis logo comer qualquer coisa.
Ele gostou. Esteve sempre a comentar aquilo que via (ou que não via). Com a trapezista, repetiu-me três vezes "mamã, isso é muito perigoso, isso não se faz!". Com o mágico, não se calava em perguntar pela senhora. Gostou dos palhaços e, felizmente, não achou piada aos números dos animais. (coitados dos bichos...obrigar um leão a fazer aquelas macacadas...enfim).
Quanto a este rabo, nada disse, mas quase toda a gente o comentou!
Balanço positivo, sem dúvida.

Depois do circo, fomos com uns amigos, que também têm filhos, almoçar (fora de horas) a um restaurante. como o local estava vazio, os putos puderam andar à vontade sem chatear ninguém (inclusivamente os pais). O Tiago, que só tinha ido duas vezes a um restaurante e que não ia há um ano, portou-se bem e para ele, foi também uma coisa fora do normal.

(é tão fixe estar com amigos que têm filhos...)

A nossa árvore

O pai teve de improvisar uma cancela, pois o Pedro é um perigo. Mesmo assim, esticou-se todo e conseguiu chegar às luzes e ... puxá-las para as pôr na boca.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Ponto da situação

No ano passado, comprei umas prendas* para os mais próximos (avó, pais, sogros, mano, marido e filho). Este ano, decidi voltar ao que sempre fizemos: não compro prendas para ninguém. Vamos passar o Natal cá em casa com os meninos lindos e maravilhosos. Acho que é o mais importante.
Já avisei o tio e os avós que não quero brinquedos para os putos (já há tanta tralha cá em casa...). Aceito apenas roupa ou livros!

*a prenda dos avós foi muito original: fotos do Tiago! A minha avó recebeu uma foto emoldurada dela com o bisneto. Repetiu não sei quantas vezes "Ai que jóia"!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Desabafo

Às vezes, parece que o Tiago tem o diabo no corpo!

(E não preciso de dizer mais nada sobre o dia de hoje, pois não?)

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Pé de atleta

O Tiago apanhou essa porcaria. Uma merda!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Confusões


Há já muito tempo que o Tiago reconhece a Torre Eiffel quando a vê na TV. No outro dia, ao passar por um poste eléctrico parecido com o da foto, exclamou "mamã, olha uma torre Eiffel!".

(tentar-lhe explicar que não senhor, que aquilo não é a dita cuja, mas sim um poste de electricidade é tarefa complicada...)

LA

Há 3 ou 4 dias que o Pedro bebe 120 ml de leite em pó no biberão, por volta das 3h00 da manhã. Parece que tenho pouco leite a essa hora e o pequeno agarrava na mama e chorava, agarrava e chorava. Uma pena, pois custa tanto sair da cama...

domingo, 21 de novembro de 2010

Hoje

10 meses de ti Ped'oquinhas!

sábado, 20 de novembro de 2010

Post com ideias desarticuladas

Tanta coisa a acontecer e eu sem grande vontade de escrever.
O Tiago anda a fazer birras dignas de Hollywood. Qualquer coisa é motivo para gritos. Estou a achar que os terrible two são um mito e o que doí mesmo é os terrible three. O Pedro está doente, com febre por causa de mais um dente. Há dois dias que não come quase nada e o pouco que engole, vomita-o minutos depois. Para um puto sem percentil e com uma linha que tem tendência em descer (puta da linha), este cenário é péssimo, sobretudo para a minha neura. A neura levou-me a comprar leite condensado - sabem quantas calorias tem uma colher de sopa de leite condensado? Muitas - e a dar ao puto, misturada com a fruta. Estão a pensar "não admira que o puto vomite. " Mas não, a fruta com mais de 250 calorias não a vomitou.
E assim se criam filhos diferentes. Por um lado, temos o mais velho, que nunca comeu chocolate porque faz mal, porque a obesidade anda por aí, porque blá blá blá e que nos disse, na semana passada, que não queria doce de abóbora porque "é muito doce para mim" e por outro, temos o mais novo que aos 10 meses, já comeu uma bomba calórica e a quem estou sempre a oferecer bolachas Maria, cheias de manteiga... Sim, também já me disseram que a minha neura tem remédio e que engordar assim é uma coisa - vá, para ser simpática- estranha. Estou-me a cagar. O meu objectivo é que o Pedro chegue aos 12 meses com 8 kg. Estão a ver como estou a pedir pouco!
E estamos quase a chegar ao Natal e a modos que o tempo passa rápido. E é só.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Consulta dos 3 anos

O Tiago está bem.
Os números da consulta: 14, 670 kg e 96 cm de gente.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Pensamento de segunda-feira

Que Deus conserve por muito e longos anos a "minha"senhora da limpeza.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Back

Voltou cheio de mimos, cheio de abraços, cheio de "brinca comigo", cheio de beijos, cheio de "amo-te muito mamã", cheio de colo, cheio de encostar a cara ao meu peito, cheio de coisas boas! Ai que foi tão fixe!

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Ausência

Tiago está fora há uma semana. Era para regressar da terra ontem mas o bisavó dele foi para Coimbra por cause de uma queda e de uma pneumonia. Os avós optaram ficar por lá mais tempo a ver como a coisa evoluiu. Não fico nada satisfeita. Ainda há pouco, falei com ele ao telefone e fiquei triste.
É verdade que só ter o Pedro cá em casa dá muito, mas muito menos trabalho. E consigo dar -lhe 100 % da minha atenção e o rapaz, por poucos dias, sabe o que é ser filho único.
Mas tenho saudades dele! Se bem que à primeira birra dele (que há-de acontecer logo no dia da chegada), vou pensar coisas feias cheias de pip!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Tiago aos 3 anos

Deve haver muita coisa por dizer mas só me lembro de uma: não gostas de bolas e já me disseste "mamã, eu não gosto de brincar com a bola". Enquanto os outro meninos da tua idade rematam com uma certa força, tu ficas a olhar para a bola à tua frente e, na maioria das vezes, agarras nela e foges!
Já irritaste mais do que um menino com essa atitude!

[Contigo, nunca hei-de ser uma D.Dolores!]

Recambiado

O Tiago foi passar uns dias com os avós. Foi apanhar ar fresco da terra. Sortudo!

[e o silêncio e o descanso que isso nos traz! Por vezes, sabe tão bem.]

Da consulta no hospital

Está bem.
Nada encontraram, nada viram. Só resta fazer análises às fezes. Na segunda-feira, levo-lhes lá as amostras.

A balança indicou 7 kg.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Do Pedro

Primeiro dentinho!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Porque amanhã o Tiago faz 3 anos

Escrevi este relato no dia 10 de Novembro de 2007. Está nos Devaneios. Está agora também aqui. Ainda hoje, ao reler a segunda parte, choro. Quase que nem me lembrava o quanto custou.

Regresso aos nossos devaneios, diferente, mais confiante mais "mulher-valente"...Quem diria? Todas aquelas ansiedades diminuíram. É quase mágico: abracadabra e pronto! Mas vamos pôr ordem neste devaneio... há tanta coisa a dizer, tanta coisa que quero que fique registado para não me esquecer...
As contracções que eu não senti, apesar de estar em trabalho de parto, foram um caso quase de estudo dos médicos e enfermeiros. Miguel e eu na box da sala de parto a rir a parva, a tirar fotos, enquanto se ouvia gritos de mulheres e de bebés a respirar pela primeira vez. Até que me transferiram para a sala de dilatação onde fiquei sozinha durante algum tempo. Muito? Pouco? Não sei. Deram-me um calmante ou qualquer coisa assim para acelerar o parto e que me deixou completamente dopada. A minha médica induziu-me o parto e rebentou-me o saco. A água quente fez-me lembrar uma panela de sopa a ferver! A partir desse momento, senti as contracções e só me lembrava das aulas de preparação de parto: respiração e auto-controle. Deixaram que o Miguel estivesse comigo. Foi bom. Respirou comigo e avisava-me da intensidade das contracções. Foi-se embora e não me lembro de mais nada, a não ser da minha médica a perguntar se queria epidural. Claro! Mas tinha só de esperar masi algum tempo. Chegou a enfermeira Margarida e disse-me "está de 9 dedos de dilatação" e eufórica disse-me "o seu bebé está a nascer". Qual auto-controle, qual quê...eu queria a minha epidural e comecei a dizer que não, que não ia nascer sem a milagrosa ajuda. Até a minha médica teve de chamar-me à razão...não dava tempo.´Ainda me lembro da enfermeira dizer "ela esteve a dormir...fiz-lhe vários toques e não sentiu nada". Voltei a apagar. Quando acordei, estava em pleno trabalho de parto, com o meu Miguel a ajudar-me, a dizer-me que eu era valente, forte. Disse também várias vezes que me amava. Estava tão dopada que só me lembro de certos episódios: do enfermeiro Miguel me perguntar donde eu era e eu a responder de Corroios em França, de soltar um "foda-se" e do pessoal rir-se comigo e eu a dar uma de pudica "peço desculpa, eu que nunca digo palavrões...peço desculpa...olha que baixo nível o meu...". Deles dizerem "o seu bebé está a nascer, faça força" e eu sem vontade de fazer força e também com medo de doer... a descontrolar-me um pouco porque sabia que sem epidural ia sentir tudo até que pensei "ó pá, se tenho de fazer força, vamos a isso...". Fiz muita força, tal como me ensinaram. O Miguel diz que não sabe onde fui buscar força porque aguentei-me bem. Mas não me custou. Acho eu.Não me lembro bem.
O Tiago acordou. Vou dar mama.
Já volto
Tella

Nasceu o Tiago com 50 cm e 3,450 Kg. Não me apercebi bem que ele tinha nascido quando o meteram em cima de mim. Não reagi. O Miguel é que repetia "ó o nosso bebé" e eu lá lhe toquei sem saber muito bem o que fazer e sentir. Fiz-lhe festas. Os enfermeiros tiraram-no e entregaram-no ao pai. Sei que tirámos uma foto e apaguei por completo. Sei agora que Miguel tirou muitas fotos e fez um vídeo com ele. Tem mesmo jeito. Estava feliz. Ouvi ao longe uma enfermeira dizer: "ele está a ficar com frio, vou levá-lo". Acordei imediatamente para ver a cara da mulher que ia levar o meu filho e perguntei-lhe o nome. Tinha de saber. Os sinais todos em alerta. Lembro-me de ter pensado: "sinais todos em alerta...já..." Depois disso, o enfermeiro Miguel continuou a coser-me. Foram duas horas. Fui acordando e fui falando com ele de tudo: da sua vida, do filho dele de 3 anos, da sua escolha em obstetrícia, do novo filme do Michael Moore, da situação da saúde cá, dos hospitais particulares, da minha profissão... um amor, um doce. Quando me levaram para o recobro, fiquei triste porque não me tinha despedido do enfermeiro, lá pedi aos colegas para chamar por ele porque tinha de dizer obrigada e adeus. Assim foi e toda a gente achou estranho a minha atitude. Depois , o meu Tiago nos braços, o enfermeiro a po-lo na minha mama e o Tiago a mamar pela primeira vez. Foi lindo. O enfermeiro sempre ao meu lado a fazer-me festinhas na teste. Não sei se ele é assim para todas, mas senti que estávamos ligados... não sei porquê... Depois disso, um mau-estar, os vómitos, a crise de rins e a hemorragia... Sangue até mais não... O pessoal medico ao meu redor a carregar na barriga, uma dores horríveis e a jorrar cada vez mais sangue. O Dr Rui (outro amor) a perguntar pelo cateter da epidural para ter mais um reforço. Mas claro, nada. Eu gemia de dores e quando o médico me pressionava a barriga, eu agarrei nas mãos dele para ele parar. Apercebi-me que tinham de levar-me para uma outra sala e que iam fazer não sei o quê, isso depois de fazerem uma ecografia. E percebi que não ia levar anestesia, não havia tempo. Entrei em pânico: "ó sr. dr., tive um parto sem epidural, estou cansada e dorida, quero anestesia." A implorar. Eles nada. Levaram para a dita sala. Grande, fria, toda branca e por cima de mim, umas luzes, ao género dos laboratórios dos "others" no Lost. Só me lembrava disso. Um outro enfermeiro, o Jorge, agarrou-me na mão. À minha volta, algumas pessoas. Eu ligada à máquina onde ouvia o bip...bip...bip do meu coração e na minha cabeça (ou mesmo na realidade), ouvia a pulsação era cada vez mais espaçada. Tive medo. Houve uma altura que disse ao Jorge "estou-me a ir" e efectivamente, pensei que estava a deixar-me ir num sono profundo, quase a desmaiar. Quando perguntei ao outro enfermeiro, o José, se estava bem. Este foi sincero e respondeu "vamos ver". Parvo, eu queria que ele tivesse mentido! O Dr Rui, à minha frente, no meio das minhas pernas, com uma máscara de protecção, tipo aquelas dos metalúrgicos...O sangue não parava de jorrar. Enfiou mãos, e mais não sei o quê e tive de gritar e dizer "está-me a partir ao meio". Lá fizeram o que tinham a fazer e pronto. Perdi muito sangue. Estava exausta. Disse-lhes que agora achava que era uma grande mulher. O Jorge disse-me que sim, que era verdade. Também disse que tinha vontade de chorar porque era uma maria-chorona. Então chore. Foi a resposta que tive. Mas nem consegui. Nem para isso tinha força. Fiquei depois largas horas no recobro sem o Tiago. O enfermeiro Miguel vinha ter comigo imensas vezes e tratava-me sempre por "minha professora de francês preferida". Até me penteou e pôs o gancho verde que tinha levado. "uma mamã tem de estar sempre bonita."
E pronto, pouco mais há a dizer. Eu lembrei-me do Miguel e da aflição dele e pedi para alguém ir falar. O José já tinha ido tratar disso. O meu Tiago nasceu às 2h00 da manhã e eu só me tiraram do recobro para o meu quarto ao meio-dia.
Logo depois, chegou o meu Miguel. Quando o vi é que chorei. Chorei, chorei e chorei agarrado a ele. Ele queria ver o Tiago, eu sei, mas tinha de estar ali, nos braços dele. Sentir que era verdade. Que estava ali comigo. Depois disso, fiquei bem.

Desejo

Quando for grande, quero ser assim, super organizada!

sábado, 30 de outubro de 2010

Do dia das bruxas

O pai tentou completar a capa de vampiro. Não encontrou nada. Deixou-me então mil reparos: o puto vai com gel, com cabelo todo para trás, cara branca, lábios vermelhos com algumas gotas a sair delas e risco preto debaixo dos olhos.

Na manhã seguinte, lembrei-me de besuntar a cara do Tiago com creme gordo da Barral e assoprar pó talco para a cara. Ficou...uma nódoa. O puto espirrava, não colaborava e sujei-lhe as calças com o pó! Entretanto, o creme foi absorvido e esquece lá isso.
Como não tenho nenhum batom, foi sem ele e o meu lápis precisa de ser afiado, mas não tenho afia. Gel? Não gosto... Conclusão: foi só com a capa de vampiro!

Ele delirava com ela, a correr e a abrir os braços, feito tolo que pensa que vai voar a qualquer momento.

O que conta, foi mesmo a festa que fizeram na escolinha. Ele adorou-a.
Para o tirar de lá, foi bastante difícil.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Hallowen

Amanhã, vão festejar o hallowen na creche. Não sou muito a favor dessa americanice mas já que não os posso vencer, junto-me a eles!
O puto tem de ir mascarado de acordo com o dia. Como bons pais que somos, não nós ralamos muito com isso até agora. Arranjei-lhe uma capa de Drácula e o pai está agora a tentar inventar qualquer coisa mais.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

O meu primeiro Camões

Há uns dias, lembrei-me de folhear este livro. Pensei que pudesse ser interessante para o Tiago. Vi logo que não. Muito cedo. Demasiado cedo. Mas para o Tiago, se tem imagens, quer ler.
Contei-lhe assim uma versão super hiper resumida de Os Lusíadas através das (lindas) ilustrações do livro. Pena serem tão poucas. Ele está fascinado com a imagem do Adamastor e dos portugueses que conseguem passar pelo monstro "g'aaaaaaaaade".
Enfim, conto-lhe uma versão d' Os Lusiados em 2-3 minutos em que o barco passa por algumas aventuras. E não é que ele gosta!

(tentei ler-lhe algumas passagens do livro e ele diz-me "Ó mamã, isso não, conta a histó'ia")

...

Ai a rotina!
Ai a vidinha!

Que seca...

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Minhas estreias

Hoje, pela primeira vez na minha vida, levei um vestido para o trabalho. Gostei e vou repetir!

Esta semana, pela primeira vez na minha vida, recebi uma multa. Não gostei e espero não repetir.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Tiaguices

Viu-me fazer a mochila dele para a natação e quis andar com a toca na cabeça. Esteve com ela uma boa meia hora. Depois, lá se fartou. Passado algum tempo, quis outra vez estar com ela e ainda se sentou à mesa com ela enfiada. Há coisas em que somos tradicionalistas: nada de chapéus à mesa. Teve de tirar...contrariado.
Um cromo!

9 meses

Aos 9 meses, a tua rotina é:
5h00: mama
7h15: pai leva-te para os avós.
8h30/9h00: 150 ml. de papa
9h30 até 11h00: dormir
12h30/13h00: 170 ml. de sopa (copo cheio da avent) + uma peça de fruta
14h00 até 15h30: dorme
15h45: 150 ml de papa ou um iogurte natural + fruta+ duas bolachas
17h15: mamã chega e vamos para casa.
18h45: banho com o mano
19h15/19h30: jantar, ou seja, 170 ml de sopa + fruta
20h30: mama e cama
23h30/0h00: mama




Ainda pensei escrever: "Aos 9 meses, o Pedro rocks! ".
Preferi um mais tradicional, para mais tarde recordar.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

O Tiago quis tirar umas fotos à mamã e ao mano...








Depois de muiiiiiiiitas tentativas e de muitos conselhos, conseguimos uma foto. E até o Nico se juntou a nós!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

As 2 grandes perguntas diárias

- O que faço para jantar?
(a minha amiga bimby é fantástica mas não me responde à pergunta...Uma pena!)

- O que é que visto hoje?
(Depois do Pedro nascer, deu-me para deitar fora toda a minha roupa. Pensei "vou ficar com outro corpo, essas roupas já estão ultrapassadas e hei-de comprar tudo novo e bonito!"
Resultado: não tenho roupa para esta estação (nem frio, nem calor) e muito menos roupa de inverno. Não tenho tempo para ir às compras durante a semana e acho um desperdício de tempo enfiar-me num Centro Comercial ao fim-de-semana.)

Amor de filho

- De quem é que tu gostas?
Com olhar cheio de ternura, responde prontamente:
- Do Simão!
- Hein? Gostas do Simão, mas de quem é que tu gostas muito?
- Da Inês também!
- Gostas do Simão e da Inês, mas de quem é que gostas muito, muito, muito?
- Da Daniela!

Ainda pensei perguntar quem é que ele amava muito, mas podia não gostar da resposta. Resolvi ficar por aqui.

Na cama com "os meus amigos"



(ontem à noite)

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Do Tiago (e do Pedro também)

Quando cheguei à creche, o Tiago estava a brincar no pátio. Pediu-me para esperar por ele, pois queria brincar. Recusei, uma vez que tinha de ir buscar o Pedro aos avós. Ele lá decidiu a coisa da melhor maneira "Vais buscar o Pedro e depois vens buscar o Tiago, tá bem?"
Ok. Assim fiz.

O Pedro é um puto que se mexe muito e que mexe em tudo. Por vezes dou por mim a dizer ao pai "o Pedro é lixado. Não pára quieto!". Há pouco, o Pedro a mexer-se até mais não em cima do fraldário, puxa a chupeta e nem sei bem como, atira-a para a sanita. Fui contar ao pai. Diz o Tiago "O Ped'oquinhas é lixado, pá!". Achámos graça e ele lá repetiu a frase umas 4 ou 5 vezes seguidas.

sábado, 9 de outubro de 2010

sílabas

Hoje o Pedro disse "mamã". Não se referiu a mim, claro. Estava em pé, encostado à parede, e disse várias vezes "mamã". Na semana passada, saiu-se com "papa".
Não há-de faltar pouco para associar a palavra à minha pessoa. (penso eu!)

Teste do suor

Depois do alarmismo da médica, dos filmes na minha cabeça, das pesquisas na net, chegou o dia de fazer o tal teste e outros exames. Fez-se. Esperamos pelo resultado. 45 minutos depois, fui levantá-los. Enquanto esperava que a recepcionista mos desse, ouvi, e penso que todo o pessoal do laboratório ouviu, o meu coração a bombar, completamente descompassado, a querer sair de fora do peito.
Resultado negativo. (valor 29 quando o valor de referência diz até 40.)

O resultados dos outros exames estarão prontos para a semana. Um peso do tamanho do mundo saiu de cima de mim. De nós. Que o pai estava com as lágrimas nos olhos à minha espera com o resultado.
Eh pá, foda-se, que alívio! Indescritível!

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

O meu sonho

Há pessoas que sonham ter um carro XPTO, uma casa maior, um emprego melhor. Há gente que sonha fazer uma viagem ao outro lado do mundo. Há pessoas que sonham ter isto ou aquilo.

Eu sonho uma vida longe da confusão, onde demoraria 10 minutos a chegar ao trabalho, onde os meus filhos pudessem ir para a rua brincar, onde eu poderia ir apanhar (é esse o verbo?) uns tomates na minha horta biológica, onde estaríamos mais disponíveis para os putos, onde a prestação da creche não fosse um arrombo financeiro nas nossas carteiras. Basicamente, queria ir viver para terra!

Adiamos sempre aquilo que realmente queremos. Por vários motivos. Pergunto-me se faz realmente sentido não ir atrás do que quero.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Palmas

O Pedro adormeceu. Passado algum tempo, acordou. Ficou a chorar até que alguém lá chegasse. Cheguei eu e ele riu-se e bateu palminhas.

Pedido recusado

Inscrevemos o Tiago na piscina. É uma das actividades extra-curriculares da escolinha. Hoje de manhã, antes de sair, voltei a lembra-lhe que ia à piscina. Ouviu-me e perguntou-me "e tu ficas a ver?". Respondi-lhe que não, que tinha de ir trabalhar. "Anda ver o Tiago mamã".
Custou-me tanto ouvi-lo pedir uma coisa tão simples (e, a priori, natural) e não poder fazê-lo.

Ai! Cada vez mais acho que tenho de largar tudo e ir para o campo tratar de uma horta biológica e dos meus filhos.
Vidas parvas que levamos.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

...

Andamos assim, em modo coiso. Literalmente. Eu a choramingar dia sim, dia sim. Se bem que há quase dois dias que não verto nenhuma lágrima. Será desta que deixo de me armar em conaça fatalista? Por mais que me digam que ele não tem nada e nem sei quê e que mais, eu dificilmente consigo deixar de perguntar: "e se ele tiver?". Acho que é essa a diferença entre ter um copo meio cheio ou meio vazio. Pelo visto, o meu tem andado meio vazio.
E há momentos, como o de agora, em que me apercebo que estou a raiar a loucura com tanto filme (non sense) na minha cabeça e que está tudo OK. Mas há outros, demasiados outros, em que sinto o meu mundo, ou pelo menos os alicerces do meu mundo, a desabar.
E doí.

Dia8, dia de exames e afins.
Dia 21, dia de hospital.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

O peso certo

Hoje foi dia de balança para o Pedro. Continua muito magro, a léguas do mínimo exigido. Tem apenas 6,700 kg. A médica não me disse ainda o dia exacto do internamento/observação de 12 horas no hospital, pois precisa que ele faça primeiro um exame chamado "prova do suor" para detectar uma possível doença genética (respira fundo tella) chamada Fibrose Cistica. (aguenta as lágrimas tella)
Já tive o meu momento down. Agora é aguardar com uma coisa a pressionar-me o peito (pausa) e com a nítida sensação de que se alguém me perguntar pelo Pedro, desfaço-me em lágrimas.

Da consulta, a médica disse o que eu já sabia: o miúdo está lindo e super desenvolvido para a idade: "Excelente desenvolvimento psicomotor"

terça-feira, 21 de setembro de 2010

8 meses

És um bebés muito simpático. Estás sempre a sorrir para toda a gente; mas é para mim, para o teu pai e para o teu mano que te ris mais. Tens uma linda gargalhada que me derrete toda. Adoro apertar-te. Adoro levantar-te ao ar e tu adoras estar em cima. Ainda não tens dentes e não me importa nem um pouco com isso. Não sei o teu peso neste momento. Quero crer que atingiste os 7 quilos. Já gatinhas pela casa toda e gostas quando gatinhamos contigo. Levantas-te com a maior das facilidades e já queres andar de um lado para o outro agarrado ao móvel da sala. Estás quase a conseguir. Adoro quando acordas e te sentas na cama a chorar e a esfregar os olhos. É uma das minhas imagens preferidas. És lindo e eu amo-te tanto que não cabe cá dentro. Comes bem agora e adoras fruta, sobretudo uvas, melão e pêssego. Já estás a ficar farto de papas. Ainda mamas para adormecer, às 20h00 e depois às 23h30 e mais uma vez às 5h00/6h00. Dormes connosco na cama porque sim, porque quando tiveres 14 anos e, por ventura, bateres a porta do quarto a dizer "ninguém me percebe", já não vais querer desfrutar da caminha dos pais, por isso, aproveito-me agora. Quando tomas banho na tua banheira, é a folia completa. Molhas a casa de banho toda e eu fico contente. Quando tomas banho com o mano, adoras e eu ainda mais. Gostas de andar a cavalo com o mano em cima da minha barriga. Eu nem por isso mas faço o sacrifício porque gosto de ver-vos a rir. Tens um feitio lixado. Vais ser duro de roer. Tu é que vais ser o rufia. És um esperto. Como me disse há uns tempos o Tiago, amo muito de ti, meu filho.
O teu mano trata-te por Pedroquinhas. Adoro.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Creche vs avós

Não sei bem o que fazer.
O Pedro está com os avós e o Tiago na creche. É uma chatice e uma trabalheira ter os putos em locais diferentes. De manhã, o pai leva o Pedro madrugada fora aos avós. Tiago fica por minha conta. À tarde, vou buscar os dois. Saio da escola às 16h00 (e não tenho redução de horário...puff!) e com tantas voltas, entro em casa às 17h45/18h00. Faz-me tanta mas tanta confusão chegar tão tarde, duas horas depois de sair do trabalho! Não aproveito nada com eles, pois daí a nada, tenho de dar banhos, fazer jantar(es), etc.
Comecei então a ter um pensamento egoísta: se o Pedro estivesse na creche, seria tudo tão mais fácil. Cada vez penso mais nisso. Eu que fiquei super feliz com a ideia do Pedro ir para os avós, eu que sou muito mais avós do que creche, eu que acho que na creche apanha-se várias -ites que fazem perder peso, começo a ponderar na hipótese "Pedro com o mano na creche".
Mas não sei. Sacrifícios são exigidos a toda a gente e eu não fujo à regra mas ainda assim... Vamos reflectir mais sobre a coisa.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Ler e pensar

Aqui está um post muito bom (e que deixa mossa cá dentro) sobre o caso Casa Pia.

Obrigada Gaivota.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Estatística

A Mary escreveu um post sobre a estatística do blogger. Eu nem conhecia e, mais uma vez, ela tem toda a razão. Fiquei a saber coisas fantásticas.
Tenho uma visita média de 120 pessoas por dia.
Um ou outro post foi lido (ou apenas visitado) na Suécia, no Brasil, no Canadá, na França, nos EUA, na Irlanda, na Espanha, entre outros e ah! vejam só, nas Honduras!
O post intitulado "post sem grande interesse" foi o mais visto de todos! Imagino só a quantidade de pessoas que o teriam lido sem tivesse efectivamente interesse.

Dito isso, dá vontade de perguntar: quem é que está aí, hein? Digam lá, quantos é que são? A sério, quem é que passa por cá, hein?

Da creche

Ontem só lá esteve duas horas para ambientar-se novamente. Ainda fez beicinho a dizer que queria ir com a mamã mas a nova educadora pegou nele ao colo e ele ficou-se por aí. Perguntou-me "a mamã vem buscar o Tiago?" para ter a certeza da coisa. Foi brincar e pronto. Vim para casa mais leve. Hoje, ficou lá na boa.

Estou tão contente com a nova educadora dele. É que sempre embirrei com a educadora do ano passado.

Recebeu o primeiro convite para uma festinha de anos de um colega dele. Começam cedo os putos! Temos pena mas não vai. Os horários não são apetecíveis.


Post insólito

Vou escrever aqui uma coisa que não pensava escrever tão cedo: o Pedro anda a comer tão bem. Rectifico. Vou voltar a escrever uma coisa que pensava que nunca iria escrever: o Pedro anda a comer tanto!

A mudança ocorreu nas férias (fazem bem a toda gente, certo?) quando estávamos na terra onde, segundo o leme, o "ar é mais puro". Coincide também com a introdução da bimby nas nossas vidas. Será do ar da serra ou da maquineta que é um espectáculo?

O senão - eu sou uma seca e há sempre qualquer coisa a chatear - é que o rapaz caga muito. Faz 4 ou 5 cocós por dia. Depois de qualquer refeição, há sempre uma fralda para mudar! É que assim, torna-se difícil ganhar peso. Se bem que ando cada vez menos preocupada com isso...

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Done!

Acabei de me desfazer desta roupa. Custou-me à brava!

domingo, 5 de setembro de 2010

Notas

- Amanhã, o Tiago volta à creche. Depois de 5 semanas de férias e de vários meses a meio gás, acho que a coisa vai custar.

- É oficial, o Pedro já gatinha como deve ser e já se levanta na boa. Ontem, tentou dar um passo para o lado agarrado ao móvel da televisão. Não conseguiu e caiu. É uma das vantagens de ser magro.

- Uma das fases que menos gosto é a fase do gatinhar porque faz-me confusão ver o puto no chão que muitas vezes (demasiadas vezes) não está tão limpo quanto isso.

- O Pedro tem umas pequenas (ligeiras) feridas nos pés: gatinha muito e como só tem pele e osso, aquilo fica em mau estado.

- O Tiago, hoje, já fez 5 ou 6 birras. Das grandes. Tão grandes que dá vontade de bater. Acho que hoje foi o pior dia de sempre com ele. Vamos ver como ele acorda da sesta.

- Eu estou aqui a pensar que ainda não fui à consulta pós-parto, nem ao dentista. Em ambos os casos, estou com 5/6 meses de atraso.

- O Tiago teve esta noite o primeiro descuido e fez xixi na cama.

- Medo, muito medo do livro que me deram: "receitas de leite condensado para a bimby".

- Tenho de ir prepara umas orais para 4 miúdos mas não me apetece. Estou com preguiça e com olhos tão pesados que era capaz de dormir agora mesmo.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

...

Queria escrever umas coisas mas não me sai nada.

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Das férias na Terra

- Reencontros familiares;
- Casa da avó cheia com muita conversa e muita comida;
- Festa até tarde para o Tiago;
- Tiago a querer sempre dançar (já canta o hit de verão "mas quem será o pai da criança");
- Tiago a delirar com a festa (às 2h00 da manhã, depois de ter dançado até mais não no palanque, e já a subir às escadas para casa, só dizia :"quero ir para a festa" numa voz que queria dizer estou cansado)
- Tiago a comer sempre;
- Pedro a comer bem;
- A sesta dos miúdos que nos "estragava" a tarde: Tiago a dormir 3 horas à tarde e Pedro duas.
- Sílvia e Jey;
- Banhos no rio com água gelada (mas eu a ver, claro!);
- Caminhadas à noite;
- Ver o Tiago a brincar e a curtir nos sítios onde nós também já brincámos e curtimos;
- Tiago a dizer as expressões da "avó da casa grande": "Ai da minha vida" e "Oh minha nossa senhora"
- Foram 8 dias muito bons.

Das férias no Algarve

- perdi 1 kg! Estou a dois quilos do meu peso pré-Pedro;
- fizemos muitas caminhadas;
- Pedro estreou-se a mamar no sling;
- tentei andar num barco a remar e percebi que não tinha nenhuma coordenação motora;
- o Tiago disse que eu era uma loba porque não conseguia remar;
- a ilha de Armona é o sítio ideal para passar férias com filhos;
- houve dias em que estávamos só nós os 4 na praia (até me fez confusão);
- deixávamos o Pedro na toalha a dormir e iamos os 3 para a água (Armona é de facto o melhor sítio para passar férias com putos);
- tivemos uma aventura radical em que eu só dizia ao Miguel "deixa-me e leva os miúdos" ( a água dava-me pelo peito: gosto de dramatismo);
- jogámos Monopoly quando os miúdos dormiam a sesta;
- não li um único livro;
- o Ricardo e a Sandra são uns amigos do caraças;
- apanhámos conquilha da melhor;
- o Tiago era o tubarão que nos queria papar;
- depois da praia, o Tiago mergulhava na piscina insuflável;
- foram 16 dias do caraças! Do melhor, sem dúvida!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Mais uma voltinha

Na sexta-feira, o Tiago andou pela primeira vez de carrossel.
Não sabia ao que ia, logo não pediu para andar. Nós é que quisemos que ele andasse. Subiu no carro dos bombeiros e a última coisa que disse antes daquilo começar a andar foi "quero sair!". Andou. Sempre a rir, a dizer-nos adeus. Eu estava no excitex, tanto ou mais do que ele. A pedir licença as pessoas para poder passar e andar quase à volta do carrossel. Uma doida com ar de parva, com um sorriso de ponta a ponta! Estava feliz por ver o meu filho feliz.
Quando a volta acabou, quis ficar lá. Andou mais uma vez.
Por ele, ainda lá estaríamos.

Que fique também registado que a sua primeira volta de carrossel foi ao som de uma música que tudo tem a ver com crianças: "Morena, oh morenita / Cada dia tu estás / Sempre mais bonita!"

sábado, 28 de agosto de 2010

Consulta dos 7 meses

Já sabemos: o Pedro continua muito magro. Está a 350 gramas do percentil 5. Foi desta, ou seja, a médica decidiu que o rapaz tem de passar um dia no hospital para ser observado, fazer exames e análises. Segundo ela, temos de ter a certeza que ele não tem nada de nada. Ela (e eu tb) acha-o perfeitamente saudável mas há que conferir isso tudo. Levou os nossos contactos e ligar-nos-à quando conseguir consulta no HGO.
Vai ser um dia terrível mas estou desejosa que ele chegue para esquecer de uma vez por toda esta questão de peso e afins.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

A bimby é realmente uma coisa fantástica

Podia falar aqui dos mil doces que faz num instante, ou das sopas que ficam com uma textura maravilhosa, ou dos pratos que agora me saem bem, ou da fruta cozida a vapor para o Pedro, ou do puré que é de facto uma delícia, ou das caipirinhas que são um sucesso, ou da massa para pizza mas prefiro falar do tempo que ganho com a maquineta. Basicamente, é juntar coisas num tacho, carregar nos botões e ir brincar com os putos ou dar-lhes banho, sem pensar mais no assunto. Para além disso, sujo muito menos louça e não tenho de limpar o fogão.


quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Eu vi um sapo...




Novidade da tarde




Já consegue levantar-se. Para que não haja mais nenhuma queda, já subi as grades.

(a cama do Pedro é o local preferido do Tiago para brincar com o mano)

Descoberta desta noite

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Já estamos em casa

A tentar reestabelecer rotinas...

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Crescido

Tiago já não bebe pelo biberão, já não usa fraldas e deixou definitivamente a chupeta. Vomitou quando estava com ela na boca. Culpei a chupeta (e não as curvas da serra). Deitou-a fora, dizendo que "a peta é uma po'caria".

Está crescido o meu menino.

Tiaguices (com bola vermelho no canto)

- Tenho a pila pequena. Vou mexer para ficar g'ande!

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Das férias

Tanta coisa para registar e tão pouco tempo.
Estamos na terra onde se está bem. Eu ainda vou ficar por cá uma semana com os miúdos e o Miguel volta para Lisboa logo à tarde. Acabaram-se as férias para ele.

O Pedro que anda a comer muito melhor (viva o ar da serra que lhe abre o apetite!), que fez 7 meses e que não tirou nenhuma foto nesse dia, que já comeu peixe e que gostou q.b., que é um querido, que pesa 6,370 kg e que a mãe continua a achar pouco.

O Tiago que come como se não houvesse amanhã, que vai para a festa da terra e que delira, que adora ranchos, que adora bailarico, que fica na festa até às 2h00, que é um doce.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Os bombeiros

Estava eu a passear na vila com o Pedro e o Tiago. Passámos à frente do quartel dos bombeiros e o Tiago foi logo a correr para ver os "tinoni". Um bombeiro deixou-nos entrar e outro perguntou-lhe se ele queria subir. Não imaginam a felicidade do Tiago que só abria muito a boca, espantado e super excitado. Esteve ao volante do maior camião e subiu para a parte de trás de um outro, onde está enrolada a mangueira. Eu estava de lágrimas nos olhos a ver a euforia do meu filho. (Ai que eu continuo conaça como o caraças!).
O senhor bombeiro (!) foi super simpático.
Os bombeiros são os maiores! São mesmo!
Nem me lembrei de tirar fotos com o telemóvel! Daah!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

As viagens

Quando fomos para o Algarve, decidimos ir depois do almoço por causa da sesta dos pequenos. Dormem no carro e o Pedro não chora, pensámos nós. (lembram-se que o puto chorea sempre que entra num carro?). Também pensámos que seria mais fácil se o rapaz fosse no lugar do pendura e eu atrás.
Chorou durante 124 km, mis precisamente 123,9 km. HORRÍVEL!
No domingo, quando voltámos, viemos de manhã. Adormeceu mas o Tiago começou a chorar (queria bolachas que eu não tinha) 40 km depois da partida e acordou o pequeno que, por sua vez, berrou até casa. Só se calava quando eu cantava o "atirei o pau ao gato" de seguida, sem pausa. No fim da viagem, só me ria para não chorar. A puta da loucura!
Nesse mesmo dia, decidimos vir para a terra. Lembrei-me do Aero-OM. Fui comprar pela primeira vez mas não resultou. Punha-lhe aquilo na chupeta e o gajo calava-se 5 ou 10 segundos no máximo dos máximos. Felizmente, ao fim de 60 km, adormeceu.
Só de pensar no regresso para casa, até tremo! Raio do miúdo, pá! É de levar à loucura e pior, é de embirrar com o pai e vice versa com coisas tipo "se fosses mais devagar eles já se calava" ou "se a puta da múscia estivesse mais baixa (ou mais alta)..." ou "se fosse uma música de jeito..." and so on...

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

O indesejado mas incontornável

O Pedro já só adormece ao colo e/ou a mamar. Cada vez é mais difícil. Hoje, estive 40 minutos a adormece-lo.
Chega a ser irritante. Muito irritante. Tanto que uma das imagens que levo das férias é isso: eu a adormecê-lo. Agora, depois, mais logo, a seguir, às 5h00 da matina, etc.
Há quem diga que é sina, ou carma ou ainda maus hábitos dos pais. Eu só acho que é mesmo fodido!

O desejado

Um dos meus desejos sempre foi ir deitar o Tiago, contar-lhe a história e vir-me embora. Alleluia que a coisa está a funcionar dessa forma. Pode haver várias explicações: cansado da praia, o mano a domir ao lado ou os poderes da ilha (numa de Lost) ou pena da mãe que tem de adormecer o mano durante longos minutos.
Veremos quando regressarmos a Lx se estes bons hábitos se mantêm.

É verdade...

Esqueci-me de dizer que o Pedro já se senta (e bem) e que já se arrasta pela casa, numa versão pré-gatinhar sui generis.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Again

Ontem, o Pedro caiu da cama. Começo também a achar que essa é a razão de tanto descuido. Fiquei tão fodida!

Nós

Casados há 8 anos.

domingo, 8 de agosto de 2010

sábado, 7 de agosto de 2010

Directamente do Algarve III

Hoje, disse-me uma coisa linda: "eu amo muito de ti".
Eu também filho.

Directamente do Algarve II

Os meus vizinhos da frente falam bem, preciosidades como "ó meu caralho, então não sabes que..." ou ainda "foda-se para o caralho da conversa".

Eu a-do-ro!

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Directamente do Algarve I

Estamos num sítio 5 estrelas, a 10 metros do mar.

O Pedro ainda a comer muita areia. Já lhe disse que tinha de se fazer à sopa da mesma forma que se faz à areia, mas ele não vai na cantiga.
Eles têm tido horários de loucos. O Tiago acordou hoje às 7h30. Até doi. Ontem, foi o irmão que resolveu acordar a essa hora. Está tudo doido. Nós, como andamos descontrolados com as horas impróprias, arrastámo-nos pela casa e saímos de casa sempre por volta das 10h00.
Ontem, apanhei um susto de morte. Deixei o Pedro no carrinho dele sem cinto. São só 10 segundos, pensei eu. Foram mais, claro. Só o ouvimos aos berros. Quando o vi, estava deitado no chão. Ouviram-me a mim a gritar e a chorar. Até as vizinhas da casa em frente vieram ver o que tinha acontecido. Uma, muito prática (ou parva, ou def', ou raios que a partam) saiu-se com um "dê-lhe água com açúcar que passa", como quem diz ora-é-só-isso-não-há-sangue-nem-nada. Virou costas e bazou.
Felizmente nada de grave. Fiquei tão fodida comigo.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Só mais uma antes de partir

Raramente uso vestidos. No outro dia, resolvi pôr um.
Ia a sair de casa e o meu Tiaguinho pergunta-me "vais de pijama?"
Voltei ao quarto e vesti um par de calças.
Eu, insegura? No way!!

A emissão segue dentro de alguns dias

Algarve, aqui vamos nós!
Yeaaah!

Males que vêm por bem

Conseguimos, finalmente, que o Tiago deixasse de beber um biberão de leite ao deitar e um outro durante a noite.
Como? Da pior maneira.
Domingo, depois de beber o dito, vomitou.
Na segunda, pediu leite. Disse-lhe que não porque ia vomitar. Ele insistiu (início de berros). Dei-lhe. Bebeu-o e vomitou.
Como mãe que se preze, depois de limpar aquela porcaria toda, digo-lhe "Eu não te tinha avisado. Tu não queres crer no que eu te digo..."

E pronto, não acordou mais durante a noite para pedir leite nem o quer para adormecer. E eu, de vez em quando, relembro-lhe: "já viste o que o leite da noite faz! " ou enfatizo a coisa "o leite da noite não presta, faz bichos na barriga!".

Já não era sem tempo!

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Constatação

É muito mais fácil ficar em casa com o Tiago (e Pedro, claro) o dia todo do que a partir das 16h00, quando vai à creche.
Não faz birras, não pede constantemente colo e mamã, e curtimos muito mais.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

FÉRIAS!

O balanço deste mês de trabalho foi positivo. Fui uma dúzia de vezes e pouco fiz quando lá estive.
O trabalho à sério volta em Setembro.
YEEEEAH!

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Sábado

Dia de juntar família do pai na casa dos sogros.
Dia de piscina para quase* todos. Até para o Pedro que se estreou e que não pestanejou.


* Eu não fui à agua. Fiquei sem coragem de ficar em biquíni à frente de tanta gente (e alguma com um físico invejável). "Ah e tal...não me apetece...a água está fria e lavei hoje o meu cabelo:"

sexta-feira, 23 de julho de 2010

O meu primeiro livro versão PDF e em espanhol

Na introdução, dá para perceber que sim senhor, este livro é, neste momento, a minha praia! A ver se não desisto daqui a uma página ou duas por causa da língua e do suporte digital.

"«Mi niño no me come». Ésta es, sin duda, una de las frases que más veces oye un pediatra a lo largo de su vida.
Algunas madres, como Maribel, están próximas a la desesperación:
Tengo un bebé de casi seis meses, nació con 2,400 kg y actualmente pesa 6,400 kg. Con cinco meses, la pediatra me dijo que comenzara con los nuevos alimentos: cereales sin gluten, papilla de frutas, etcétera; pero se niega rotundamente a tomar la papilla de frutas, y lo intento todos los días, no logro que tome una cucharada entera y casi siempre termina llorando; algo que me pone muy nerviosa y triste, me siento muy mal, porque no sé qué es lo que estoy haciendo mal, no me gusta regañarla y no quiero obligarla,pero creo que al final si no lo hago no comerá absolutamente nada. ¿Cree usted que debo esperar algún tiempo y volver a intentarlo? Cada vez que ve la cuchara se pone nerviosa. Me siento culpable.

¿Estaría Maribel más tranquila si su pediatra le dijera que no se preocupe, que su hija está muy sana? La «inapetencia» es un problema de equilibrio entre lo que un niño come y lo que su familia espera que coma; el problema desaparece cuando el apetito del niño aumenta, o cuando las expectativas de quienes le rodean disminuyen.
Su caso no es único.
(...)
Realmente, esos niños comen poco (porque necesitan poco, como explicaremos más adelante), y realmente, esas madres están profunda y legítimamente preocupadas."

in Mi Nino No Me Come de Carlos González

PS: Obrigada Patrícia.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

21 de Julho

O Pedrinho faz hoje 6 meses.
O Pedrinho faz hoje 6 meses.
O Pedrinho faz hoje 6 meses.
O Pedrinho faz hoje 6 meses.

Tudo tão rápido. Fogo!

terça-feira, 20 de julho de 2010

Dégustation

Na véspera de fazer meio ano, o meu Pedro já comeu:
- batata;
- batata-doce,
- cenoura;
- alho;
- alho-francês;
- alface;
- abóbora;
- cebola;
- courgette;
- peru;
- coelho;
- arroz;
- papas sem glúten;
- iogurte natural com banana;
- banana;
- pêra crua;
- maçã cozida e crua;
- meloa;
- bolacha.

Consulta dos 6 meses

Peso: 6,135 kg
Altura: 64,5 cm

E tão lindo que ele está!

segunda-feira, 19 de julho de 2010

1ª bolacha

Bolachas biológicas, muito saborosas, com pouca manteiga e que não se desfazem. Mesmo assim, ameaçou vomitar quando a pôs na boca pela segunda vez!


Cá em casa, ainda não somos bimbólicos, apenas bumbólicos!

domingo, 18 de julho de 2010

sábado, 17 de julho de 2010

A comida

O Pedro tem ficado com os avós, esta semana, pois tive exames e reuniões. Quando o vou buscar, até faz dó ver a cara dos sogros: desmotivados, preocupados, tristes, arreliados. A razão? O Pedro e a sua relação com a comida.
Que não quero beber nada pelo biberão. À colher, farta-se rapidamente. Com o copo, não se ajeitam. Com papas, que já não almoça. A minha sogra chegou a dizer-me "ele não gosta do teu leite". No dia seguinte, trouxe-lhe um pacote de leite em pó. Foi a mesma coisa.
Comer a sopa parece que virou um inferno. Não conseguem que ele coma e se insistem, vomita. Chegam a percorrer a casa toda com ele ao colo e com a sopa atrás para ver se ele se distraí e se conseguem enfiar-lhe uma colher na boca. Come a fruta e pouca. Quinta e sexta, vomitou tudo duas vezes. Quando chego, o puto agarra-se às mamas e mama muito, como nunca mamou até agora.
A ansiedade da minha sogra é tanta (ela está a passar por isso pela segunda vez, pois o Miguel vomitava só de ver a comida e conta muitas vezes que foi a um casamento em que o filho só comeu durante todo o dia um arroz doce ) que alterei as coisas. A meio de manhã, dá-lhe fruta, ao almoço papas (que ele come bem), ao lanche, iogurte com fruta (hoje foi o lanche dele e gostou) e ao jantar dou-lhe a sopa e a fruta porque se não conseguir que ele coma, sempre tenho as mamocas para compensar.

Até ele nascer, sempre pensei que o facto do Tiago não dormir a noite toda seguida era um grande e grave problema. Posso agora dizer com a toda a certeza que a questão do dormir é trivial comparada com o problema do não comer. Isso sim é de nos tirar o sono!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Brinquedos

Há uns tempos, disse que queria comprar uma boneca para o Tiago. No fundo, mais um brinquedo. Um brinquedo tradicionalmente atribuído às meninas mas sem grande fundamento. Por que razão o meu filho não há-de brincar com uma boneca? Na escola, já o vi muitas vezes a brincar com os bebés, como ele diz. Ainda ontem lá estava ele a brincar com a I. e com a S., cada um com o seu bebé. Ele lá me diz que o adormece ao colo, que dá a papa mas que maminha só a mamã!
Bem...estou-me a perder...
Perguntava eu por que razão é que ele não havia de brincar com bonecas?
A minha mãe saiu-se com um "estás doida" que sugeria um está-mas-é-quieta-e-calada-com-essas-ideias! O meu mano também argumentou qualquer coisa contra mas confesso que não me recordo. O pai, ó céus, o pai que nem pensar, que era o que mais faltava, que nem sei quê nem que mais. E proibiu a entrada da boneca cá em casa, tal como eu proibi as pistolas/armas.
Em todos os casos, ficou meio explícito que dar uma boneca ao rapaz era torná-lo mais efeminado ou incitá-lo a ser mais efeminado. Para mim, apenas mais um brinquedo* que venha mostrar ao rapaz que não há tarefas da mulher, nem do homem. Incutir ao puto que tratar de um bebé também é trabalho masculino. Tão somente.
Mas se calhar, I'm missing the point...

* Também gostava de comprar uma cozinha daquelas todas catitas, com tachos e afins.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Um cheirinho

Hoje, tive um cheirinho do que vai ser em Setembro, quando voltar em grande ao trabalho.
Tinha reunião às 10h00.
Acordar às 7h25, despachar-me, despachar puto n.1 e puto n.2. Deixar puto n.1 na creche, a chorar e a gritar mamã (estava com sono e nada habituada a acordar tão cedo), andar mais 10 km e deixar puto n.2 na avó. Ainda houve tempo para mama.
Vruuuum para Lisboa onde cheguei às 10h00. Nem tempo para café nem nada. Uff!

Reunião acabou às 11h00 e tenho outra às 15h00. Pensei ir aos saldos e almoçar com marido mas distraí-me e só dei por mim já na ponte, à caminho de casa. (tão lerda que eu ando...)

Já que cá estou, tiro leite (100ml.) e faço a sopa de amanhã para o Pedro.

Daqui a nada, vruuum para Lisboa onde uma interessantíssima reunião me espera!

E amanha, nova reunião às 8h30. Alguém marca reunião para essa hora? Hein, alguém? Pois...foi o que me pareceu!

Adenda: não sei por que razão me deu para denominar o meu Tiago e o meu Pedro como puto n.1 e puto n.2... Para além de lerda, ando a roçar a palermice!!!

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Serão nostálgico

Estamos a ver vídeos do Tiago quando era bebé! Neste momento, o vídeo do primeiro banho em casa.
Podia ser pior!

Adenda 1: com o Pedro, tudo é muito mais simples e rápido!

Adenda 2: nem sabia que tínhamos a filmagem desta festa a 3 e da rave que houve a seguir! Éramos uns grandes malucos!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Bumbo

E cor-de-rosa seco, não como manda a tradição, mas como manda a oportunidade!


Para mais tarde recordar

Quando dá um beijo ao pai, passa-lhe a mão pela barba e pergunta, como quem afirma: "pica papá?".
Hoje ao despedir-se da minha avó, passou-lhe a mão pela cara e perguntou, como quem afirma: "pica vovó?!".

No carro

Eu já tinha ouvido falar em bebés que não adormeciam no carro (baby Santos, por exemplo) mas nunca em bebés que choravam durante toda a viagem (seja ela longa ou não). Calhou-me um desses na rifa. Uma pena.

Cheguei ao cúmulo de fazer 30 km com ele ao colo depois de termos aguentado 100 km de choro e muitas paragens pelo meio. Alguma vez pensei fazer tal coisa?

terça-feira, 6 de julho de 2010

Final de dia na praia





A primeira vez que o Pedro molhou os pés no mar e na areia.

Ponto de situação

O desfralde durante a sesta começou e está a correr bem. À noite, acho que vai ser mais difícil, pois ele continua a beber leite antes de adormecer e pede ainda à meio da noite.

O Pedro tem sapinhos na boca que já me passaram para as mamas.

domingo, 4 de julho de 2010

Representações e afins III

Ajudei-o a fazer o boneco gordo. O que parece ser um botão na barriga é a boca, claro!


De seguida, quis fazer outro boneco, mas desta vez sem nenhuma ajuda.
Continua a pôr os braços a sair da cabeça e em espalhar nariz e boca pelo corpo.


Ele fica tão feliz de ver as suas produções e eu fico tão babada ao vê-lo fazer coisas dessas!

1ª sopa

Hoje, foi dia de experimentar sopa de batata-doce, cenoura, alface e peru. Comeu 5 /6 colheres, sendo que fez uma cara tipo que-bela-porcaria-me-estás-tu-a-dar durante toda a refeição e ameaçou vomitar logo à segunda colherada. Na minha cabeça, que por vezes mais parece uma de mamã de primeira viagem que nunca introduziu sólidos a um bebé, pensei que ele fosse comer uma concha! Pouco depois, comeu a enorme quantidade de 100 ml. de papas.

Ó filho, deves pensar que é assim que deixas de ser um sem percentil?!

sábado, 3 de julho de 2010

Tiago foi destronado


A primeira vez, não gostou muito de ceder a sua poltrona. Agora, já diz que é a cadeira do Pedro.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Coisas desta semana

Na quarta-feira, fomos jantar à casa dos avós. Quando estávamos para vir embora, o Tiago vira-se para mim e diz-me "Tiago fica casa vovô. Para casa não". Ele insistiu. Veio despedir-se de mim e do pai, dizendo "tchau mamã" e lá ficou todo feliz da vida. Por mim, foi na boa com excepção daquela piscina que continua a assustar-me. O Tiago adora ir para a água e sabe que só pode ir comigo ou com o pai e com colete e braçadeira mas ainda assim...
No dia seguinte, liguei a saber se tinha chorado depois. Diz que não, que foi regar a relva todo feliz com o avô e quis fazê-lo todo nu! lol! A minha sogra tem a mania de usar a expressão "ele está do melhor,do melhor, do melhor". E quase que não me dá hipótese de perguntar mais nada.

Ontem, o pai voltou a instalar o messager nos PC porque hoje faz uma formação via vídeo-conferência. Ligamos aos avós com câmara e tudo. Parvos! O Tiago quando nos viu aos três desatou a chorar, pois queria a mamã. E a cara dele fez-me doí-doí no coração. A avó levou a regar e tudo lhe passou.

Hoje, fui às vacinas com o Pedro. Ui! que rapaz berra muito. Muito mesmo. Deve ser trauma da tortura ao qual foi sujeito aquando do internamento no hospital.

Na quarta-feira, a caminho de casa, o meu carro resolveu dar o berro, antes da entrada da ponte. Quando ia pôr uma mudança, ouvi qualquer coisa a partir e gaja que é gaja pensa logo "os saltos do sapato foram-se. Merda!" Mas depois logo vi que era a embraiagem que tinha ido porque não conseguia pôr mudanças. Ainda consegui pôr a primeira, depois de várias tentativas e entrar na zona de estacionamento mesmo antes de entrar na ponte. Liguei ao Miguel que saiu de casa com os dois putos e que veio ao meu auxílio. Eu estava com uma vontade de fazer xixi que nem vos conto e com as mamas a quererem rebentar com tanto leite. Um desconforto. Daí a nada, chega um camionista inglês que pára e pede-me indicações para Sta.Apolónia. Eu, no meu inglês super foleiro, ainda lhe perguntei se falava francês mas, claro que não sabia. Como dizer a um senhor "eh pá, estás tão perdido que até faz confusão!" Limitei-me a dizer "it's the wrong way" e pouco mais.


quarta-feira, 30 de junho de 2010

Mamã

Eu, mãe galinha assumida, confesso que sou uma seca. Das grandes.

Por exemplo, ao dar a papa ao Pedro, dei-lhe uma colher a mais (ah e tal, o puto é magro e tem de comer) e pronto, o rapaz vomitou tudo!
Por exemplo, a tia que quer dar bolachas de chocolate ao Tiago e eu, nem pensar que o rapaz ainda não provou e não há necessidade de provar. Eu que adoro chocolate e que estou sempre a comer.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Nada de novo...

quinta-feira, 24 de junho de 2010

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Procuro

um bumbo baby seat. Alguém tem um que queira vender?

terça-feira, 22 de junho de 2010

Consulta

Continua sem percentil, a 330 gramas do percentil5. Vamos introduzir novo plano alimentar antes de recorrer ao hospital. Ele continua com um óptimo aspecto e com um ar saudável. Mas essa coisa do peso moí-me o juízo.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Do regresso ao trabalho

Saí com uma lagrimazita no canto do olho mas duas horas depois, já estava à caminho de casa. Informaram-me que este ano, não faria parte do secretariado de exames [salvé, salvé, salvé] e esqueceram-se de mim para vigiar os exames da primeira fase [ Levantar as mãos para o céu e dizer "o Senhor é o meu Pastor e nada me faltará"].
Cheguei a tempo de ver o jogo da selecção e de vibrar com o Tiago que só queria gritar golo (houvesse ou não golo) e a repetir que era o Benfica a jogar. (habituou-se às vitórias encarnadas, não há nada a fazer!)

Bem bom!

5 meses


Um doce.

domingo, 20 de junho de 2010

Ai que estou com uma neura

Amanhã dia de trabalho.

Que merda!

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Últimos cartuchos

Estou quase, quase a regressar ao trabalho. Segunda-feira, é para lá estar às 9h55. Ai! Só de pensar, sinto um aperto no peito e as lágrimas a quererem aparecer. Eu que ainda não deixei o Pedro 5 minutos com ninguém desde que ele nasceu...Como vai custar a todos (menos ao pai que fica em licença durante um mês quando eu for trabalhar...).

Tenho vontade de bater o pé como o puto do Filme A Vida é Bela e gritar "non voglio, non voglio, non voglio!"

Custou-me imenso na primeira. Está-me a custar imenso na segunda.
Custa sempre imenso deixar os nossos filhos.

Sei por experiência própria que a rotina (essa malvada) atenua as coisas mas por enquanto, estou assim, a modos que coiso e como tal, não QUERO voltar ao trabalho!

Deixem-me lá aproveitar a 100 % os putos que para a semana...já sabem, né?!

sexta-feira, 11 de junho de 2010

A última do mais velho

Agarrar na pila (ou fazer de contas que agarra nela quando está vestido) e transformá-la numa espécie de arma. Aponta para nós com ela, dando um ligeiro movimento de ancas para a frente, e emite um som entre o tiro, o pum e o xixi!

[só espero que não faça isso na rua com um desconhecido...]

Novo herói


Passa agora em casa, dia sim, dia não!
Ele continua a preferir os clássicos. Não quer nada com Shrek, Madagascar, Nemo, Cars e afins.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Post sem grande interesse

Em cima da futura cama do Pedro, há muita roupa dobrada, roupa que já não lhe serve.
A roupa está à espera que eu me decida.

Guardo a roupa? Mas onde? Na garagem e assumo que poderei ter outro filho dentro de alguns anos ou no roupeiro e assumo que terei outro filho brevemente.
Dou a roupa a quem precisa e assumo que não terei mais filhos?

Estou neste impasse e enquanto não souber o que fazer, deixo-a acumular em cima da cama...

Irmão

Vendo agora os meus dois pequenos deitados na cama a fazerem a sesta, não imagino a vida deles um sem o outro. Apesar de tudo o que é menos bom e que está, irremediavelmente, ligado à maternidade, sei que ter dois filhos é uma coisa fantástica. É melhor do que se ter só um, sobretudo porque eles têm-se um ao outro, garantidamente.
Ter um irmão é uma coisa fabulosa. Cria-se uma relação quase visceral com o mano, pois ele está sempre presente. É um companheiro de uma longa viagem com o qual podemos sempre contar e com o qual podemos ser 100% nós, sem quaisquer artifícios. Eu não concebo a minha vida sem o meu irmão, também ele sangue do meu sangue, também ele meu companheiro sempre presente na minha vida e eu sempre presente na vida dele, sem segredos. Basta uma frase (ou uma não-frase) ou um olhar e sei que qualquer coisa não está bem. Sou o que sou, hoje, porque também tenho um irmão. Creio sinceramente que os meus filhos também não vão idealizar a vida deles sem um irmão, mesmo se tomarem rumos diferente e, quiçá distantes. Acho que é o melhor legado que posso deixar aos meus filhos: um irmão.

O Pedro já está completamente in love pelo Tiago. Segue-o sempre com o olhar. À conta disso, ontem, pela primeira vez, conseguiu virar-se de barriga para baixo. Dobrou-se tanto para ver o mano que rebolou! Ri-se sempre para ele e é o Tiago que consegue melhor distrai-lo. Basta brincar à sua frente que o sr. Pedro se cala!
O Tiago já se fez à ideia que o mano veio para ficar. Já não faz tantas cenas de ciúmes , já lhe dá beijinhos espontaneamente, tenta brincar com ele e já lhe leu uma história! Um momento único no meu coração: encontrar os dois na minha cama e o Tiago, com o meu livro na mão, a fazer de conta que lia a história dos Três Porquinhos ao mano.Uma ternura.

domingo, 6 de junho de 2010

Quem diz a verdade não merece castigo!

Estava na rua com o Tiago quando um vizinho dos meus sogros - senhor bem formado, très BCBG - vem falar connosco. Pergunta ao Tiago se o mano está a dormir e se o pai está na piscina. Responde o Tiago:
- Não, o papá está a fazer cocó!

Eh pá! Eu queria um buraco e a cara do senhor...só visto! LOL
A primeira vergonha que o puto me fez passar!

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Tudo igual

Continua a ser um sem-percentil. Está com 5,500 kg. Só não vai agora para o hospital porque embora seja pouco, o peso dele está em ascensão e porque é um bebé com um bom desenvolvimento motor. No dia 18, dentro de 15 dias, voltamos lá para o pesar. Se não tiver 5,800 kg, é recambiado para o hospital para despistar um eventual problema.
Continuamos com papas e mamas.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Curiosidades

- O Pedro não bolsa. Nunca tinha bolsado até ontem. Nunca me lembrei de comentar isso com a pediatra.

- Desde a introdução de papas, o cocó do Pedro deixou de ter aquele aroma característico do leite materno. O pai confessou-me, há uns meses, que aquele cheiro era assim pr'o agradável.

- Recebi uma chamada em que um senhor perguntava se estava a falar com a Dona Tella! LOL! Senti-me ser uma senhora de 50 anos a fazer croché.

- Amanhã, é dia de pesar o Pedro. O meu olhómetro diz-me que está a engordar e que não vai precisar de ir ao hospital. Espero que ele não esteja enganado. Eu só quero que o meu sem-percentil passe a percentil 5. Não estou a pedir muito, pois não?

terça-feira, 1 de junho de 2010

Dia da criança

O documentário Babies deve ser muito bom e deve celebrar a criança. Ver o trailer aqui.

Férias de verão tratadas

Uf! Foi difícil mas conseguimos encontrar uma casa na Ilha de Armona!
15 dias numa ilha paradisíaca! Yeaah!

Os outros 15 no sítio do costume!

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Passa cá em casa quase diariamente


Se agora temos a fase do Sinbad, já tivemos outras.
O primeiro filme que viu do princípio ao fim foi Tarzan, em Novembro 2009.
Em Dezembro, a minha mãe ofereceu-lhe O Livro da Selva e foi rodado cá em casa até sei lá quando... Ele adora a história e sobretudo as músicas.
Depois veio o Brother's Bear I e II (Kenai e Koda). Até eu gosto deste, é o máximo!
Fartou-se e virou-se para o Dumbo mas ficava muito transtornado com a mãe presa e deixámos de ver.
Tentámos A Dama e o Vagabundo, mas não gosta e 20 minutos depois, diz-nos "esse não". Experimentámos o Rei Leão, mas ele não gosta assim muito e passa o filme todo a perguntar pelo Simba. Não percebe que é o mesmo leão, um bebé e o outro já crescido. Para além disso, o mau da fita é demasiado maléfico. Assusta-se com ele. Também rodou pouco cá em casa e eu não gosto muito desse filme.

Como já estamos farto de Sinbad, já estamos a fazer o dowload de Peter-Pan e Robin dos Bosques.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Tiaguices

Há pouco, quando me preparava para lhe ler os livros que ele escolheu, aponta para a capa do Ruca faz anos e diz " a menina é a Soraia".
A Soraia é uma colega da sala dele que tem a mesma cor de pele que a menina da capa!

Gostei da associação e tinha de a deixar registada.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

O ó-ó

Dormir cá em casa sempre foi um tema difícil de gerir.

O Pedro parece que segue o caminho do mano.
Adormece ao colo e aí fica durante uma boa meia-hora. À noite, se o colocarmos na cama antes disso, acorda. Durante o dia, independentemente do tempo que está ao colo, acorda sempre quando o deito na cama. Se o ponho na espreguiçadeira, fica a dormir.

Faz sestas de uma hora e meia quando estamos os dois em casa, sozinhos e em silêncio absoluto. Acorda com qualquer barulho. Quando há mais pessoas (pai e mano), dorme no máximo 45 minutos. Fora de casa, dificilmente o consigo adormecer e faz birras de sono.

Começa a dar noites boas. Dorme comigo e acho que se serve da maminha quando lhe apetece. Temos também bar aberto para o sr.Pedro! Acho porque já acordei com ele agarrado à mama. Amamento-o deitada e adormecemos os dois assim, unidos pela mama.

O Tiago ainda não dorme a noite toda. Acorda a chamar por mim e a dizer "deita mamã" e a pedir "leitinha". Já tentámos não lhe dar, mas ele dá em gritar tanto que rapidamente desistimos (horas impróprias para gritos, birras, sermões, explicações, etc.). Todas as noites, sem nenhuma excepção, entre as 3h00 e as 4h00, muda-se para a nossa cama. Dormimos os 4 juntinhos, sendo que eu estou agarrada ao Pedro e o Miguel agarrado ao Tiago. Para nós, é a maneira de dormir menos mal.

Depois de ter lido o Bésame Mucho de Carlos González que defende a partilha da cama com os filhos e que apresenta várias justificações que, no meu entender, fazem sentido, sinto-me mais aliviada. Como se a teoria de alguém acreditado desse mais consistência ao nosso método e ao meu instinto que acha que devo dormir com as minhas crias para que haja uma boa harmonia familiar. E verdade seja dita, adoro dormir com eles. Sabe bem porque estamos sempre abraçados.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Quê flô?

Há muito tempo que o pai ensinou o filho a dar flores à mamã. Sempre que vê uma flor, dá-ma.
Nas férias no Algarve, estávamos nós a passear e ouvi-o a gritar "mamã, ó mamã! mamã!" com uma certa impaciência. Dignei-me a olhar para ele e lá tinha ele esta bela flor. "Toma mamã." disse ele todo sorridente.

São lindas, não são?!

Representações e afins II

Neste desenho, O Senhor como lhe chama o Tiago, fiz apenas o círculo e pedi-lhe para desenhar a boca, o nariz, etc. O desenho está escrito para memória futura. Foi desenhado no dia 23 de Abril 2010.
Algum tempo depois, ele representa o senhor com plasticina. Fiz o nariz, a boca, etc e pedi-lhe para os pôr na cara do senhor. Colocou a boca no lugar do nariz. Não quis pôr orelhas mas quis braços a sair da cabeça!

terça-feira, 25 de maio de 2010

Crescer com amor

Ontem à noite, quando o pai o foi deitar.

Pai: o papá ama-te muito.
Tiago: a mamã também.

É bom saber que os nossos filhos sabem que são amados.

sábado, 22 de maio de 2010

Raios!

Falta um mês para regressar ao trabalho!

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!

Consulta dos 2 anos e meio

O rapaz está bem. Continua com rinite alérgica. Vai fazer um tratamento durante 90 dias ao fim dos quais terá de fazer exames.
Está com 14 kg e 92 cm.

A pediatra não resistiu (e nós também não) a pesar o Pedro e parece estar no bom caminho. Temos de continuar com o plano "mama&papa."

[E os meus gajitos portaram-se tão bem! Um orgulho!]

sexta-feira, 21 de maio de 2010

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Resolução

Arranjar uma mulher-a-dias muito em breve. Não sei bem como é que vou encontrar esse alguém mas hei-de conseguir. O caos, aos poucos, invade a nossa casa e traz o seu amigo "pó". Esta casa está de pernas para o ar...
Estou agora em casa e até podia dar um jeito mas não me apetece e mesmo que me apetecesse, não consigo. O Pedro dorme todas as tardes ao meu colo (está aqui bem aninhado), pois parece que a cama dele tem picos e mal o deito, toca de chorar!

Se por acaso conhecerem alguém de confiança (margem Sul), agradeço.

Futilidades

Não sei o que é pior para o meu ego: comprar um fato-de-banho ou estar na praia de biquíni com a barriga a gelatinar!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Je me repète...

Amamentar sempre foi um prazer, um elo que me uniu ao Tiago e que me une ao Pedro. Nunca foi um fardo, nunca foi doloroso, nunca fiz ferida, etc.

Depois de pensar muito, cheguei à conclusão que o que realmente me impede de dar um biberão de leite adaptado ao Pedro é:
- a ideia de que se dei mama ao Tiago durante 1 ano, tenho também de amamentar o Pedro durante o mesmo período de tempo;
- não ter 100 % a certeza do que o rapaz vai engordar com LA.

L'aventure continue...

Há minutos


A gritar "mamã coco, coco!" e a correr na direcção do quarto, sempre a gritar "coco, cococ, coco", para escolher um livro. Sento-o na sanita e, como sempre, diz-me "sai mamã e fecha a porta!".
Posted by Picasa