terça-feira, 30 de junho de 2015

domingo, 28 de junho de 2015

Vão por mim

"Mad Max, não sei quê furiosa": não vejam.

Muito mau. A sério. 

Sobre as festas da escola

Há muito a dizer sobre o tema mas fica o mais importante:
Quando o Pedro entrou em cena, o Tiago emocionou-se e chorou. O pai e eu também ficámos emocionados.

Quem sai aos seus...

sábado, 27 de junho de 2015

Friday night!

Fomos sair os quatro. Fomos...ao japonês, coisa que dispenso bastante, mas fui porque eles gostam muito.
O restaurante era uma barulheira infernal, que me causou dores de cabeça.
Saímos do restaurante e os dois, em uníssono,  começaram a tossir e a vomitar.
Como a tosse já durava há quase 3 semanas e cada vez mais forte, e agora com direito a vómitos,  resolvi ir às urgências...até tarde, muito tarde.

Já tive sextas-feiras à noite mais divertidas.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Livro do mês

Para saber lidar com as emoções dos nossos filhos (e também com as nossas ).
Para refletir sobre as nossas emoções e as dos nossos filhos.
Gostei muito.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Livro do mês (que é e não é )

Li apenas 32% do livro (e com muito sacrifício ). Não consigo avançar mais. Vai ficar na estante. Pode ser que um dia o leia todo.

Coisa mais linda da tia

<3

terça-feira, 16 de junho de 2015

Post que mais parece aqueles publicidades da Dove* que têm como objetivo levantar a auto-estima das mulheres

- Mãe, aquela ali é a mãe do Martim!
- Não.  A mãe do Martim é super gira e aquela senhora não é assim tão gira.
- A mãe do Martim é mais gira do que tu?
- É pois! **
- Não acho. Tu és linda. És a mais gira de todas. A sério mãe,  és mesmo.

(*Ou será Nivea?)

(** e tem sapatos, malas da LV ou Chanel e cabelo sempre arranjado, que upa upa!!)

domingo, 14 de junho de 2015

BB

Acabámos o Breaking Bad. Já sinto um vazio grande cá dentro. Simplesmente brutal.
A melhor série de sempre.

sábado, 13 de junho de 2015

Depois de uma noite maravilhosa a festejar o Santo António, tenho de dizer que...

...detesto deitar - me tarde e acordar cedo, tendo os filhos a dormir fora. Até me esforço para dormir outra vez mas não dá. Não durmo mais e sei que me vou arrastando pelo dia...

Agora, estou completamente ko, com os filhos já em casa, claro, que já me disseram 50 mil vezes  "Mamã,  brinca connosco". Só sei que hoje, o hastag que se impõe é #mãesofre.

Tudo isso é da idade?

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Deles

No sábado, estivemos a pintar algumas divisões da casa, inclusivamente o nosso quarto.
A nossa cama desmontada ficou guardada no quarto deles.
Eles acharam que era giro fazer um cabana com o colchão e o estrado. Infelizmente, este caiu e antes que acertasse no Pedro, o Tiago colocou uma parte do corpo por cima do irmão para o proteger. Partiu a cabeça e levou depois com 3 pontos.
Estava a tentar pensar no que fazer, com tanto sangue por  todo o lado e com gritos assustados do meu rapaz "não quero morrer, não quero morrer", e de repente ,deixa-se de dramas por segundos e diz "mas que estupidez....porque é que eu meti ali a cabeça [e eu pensei que ele completasse a frase com "para salvar o mano" mas ele continua com] ...devia ter posto as mãos. Que estupidez!"
E vieram-me as lágrimas aos olhos...Meu pequeno herói!

[o pai tinha saído por instantes.]
O Pedro, que andava nu pela casa (don't ask), vendo a minha aflição, enrolou-se numa toalha de mãos e foi pedir ajuda aos vizinhos (e amigos) de baixo.
Sinceramente, acho que se aquilo acertasse no Pedro, tinha feito muito mais estragos.

Aquele momento em que descobres que a opinião dos teus filhos interfere muito nas tuas escolhas

- Mamã , não gosto nada das calças. Parece um pijama.
- Sim, são feias. A camisola é gira mas falta um colar.

Voltaram para o roupeiro.

terça-feira, 2 de junho de 2015

Andamos todos demasiados zangados

Recebo e-mails, no trabalho, que são verdadeiras ameaças, coisas que depois de lidas mereciam uma resposta digna de um "badamerda".
Recebo e-mails, no trabalho, de pessoas que atacam ferozmente colegas meus. Leio coisas que dão vontade de responder  "badamerda".
Recebo telefonemas, no trabalho, de pessoas que são verdadeiramente arrogantes e que descarregam na pessoa que está do outro lado.
As pessoas ofendem-se através do FB, do fórum A ou B, dos comentários às notícias, etc.
As pessoas não respeitam a opinião de quem quer defender caracóis. Usam a humilhação para rebaixar as pessoas em vez de usar a palavra para contra-argumentar. Uma coisa é discordar, outra é humilhar para mostrar que é dono da verdade.
Há pessoas que se indignaram contra aquelas imagens terríveis de bulling e que diziam coisas como "era partir-lhe a boca toda". Exato...
As pessoas acham que podem dizer tudo ao outro ou mesmo fazer tudo, esquecendo-se que o outro também está zangado.
Foi o que me aconteceu, há semanas, quando um senhor resolveu dizer, à saída do Lidl, a uma mulher (eu) com os seus filhos e carregada que nem uma mula "a mãe é que é má mãe porque está a frente deles e devia estar atrás deles". Teve azar. Até sou muito calma e reservada mas aquilo dito assim, de um homem que não conheço de lá nenhum, despertou o monstro zangado pseudo-adormecido. E todo o azedume que também eu carrego foi descarregado ali. Ele assustou-se comigo, pôs o rabinho entre as pernas e foi-se, pensando "esta gente está toda zangada, credo!"

E estamos, senhores, estamos.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

Eu, agora

A contar até 100 para não perder a cabeça com o drama do meu drama queen do coração! 
Ó céus!