sábado, 24 de fevereiro de 2018

Programa de sábado à noite.

Foram os 3 jogar à bola e jantar com a malta da bola.
Fiquei em casa. 
Sozinha e em silêncio. 
...
...
Devia ser super fixe mas não o é assim tanto.  Não fosse a companhia do Peixoto e seria um fracasso absoluto.

Não há dúvidas, não sei viver sozinha. 


segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Quando tu pensas que és uma naba a matemática...

...o teu filho pede-te ajuda para o teste de educação musical e aí, jesuzzz, zero, nada de nada. A matematica até parece mais fácil! 
Para ser franca, nem as perguntas percebo e passo a vida a dizer-lhe "sabes tanta coisa."

Pelo menos, sempre dá para rir! 
[Aprender é que nem por isso.]

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Saga "Run Tella run"

Gostava de conseguir pôr em palavras o que senti hoje na minha corrida [ cá na terra]. 
Subi, subi e depois, claro, foi só descer e descer. 
A estrada, a vegetação, o frio, o rio, o sol, o azul do céu, o verde claro, o inverno, eu a ouvir-me, eu a fazer contas comigo. 
Senti em mim uma lufada de ar fresco, de felicidade, de contentamento, de euforia, de alegria, como se estivesse nas nuvens. Foi tudo isso e mais. 
Foi quase orgásmico. 

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Sobre o futsal (ainda)

Já o disse aqui duas ou três  vezes: não sou nada soccer mum. Não vou aos treinos dos putos e assisto a poucos jogos. 
Já falei do ambiente dos jogos do Tiago mas nunca dos do Pedro.
Os jogos do Pedro são uma festa, dizem, que só  fui a dois. Há  tambores, claques e afins mas há sobretudo uma equipa técnica fantástica.  São 4 treinadores bons, sendo que mister "mor" é um gajo que diz "hades" mas que faz um excelente trabalho com o meu filho. 
O Pedro, miúdo que vive no mundo dele, na sombra do irmão, que acha que nem sempre consegue fazer bem as coisas e que nem interesse tem pelas coisas, brilha nos treinos. E muito. Recebeu no ultimo treino o prémio de melhor evolução.  Foi com um sorriso rasgado que mo contou. 
Para além disso, é uma coisa em que ele sabe (e todos nós sabemos) que é melhor que o irmão e isso, na eterna questão masculina do "quem tem pila maior?", ganha. 

Para além do bem que lhe faz ao ego, o futsal é também uma aprendizagem. 
Habituados sempre a ganhar, sofreram uma derrota  e foi ótimo, porque foi encarada como um novo desafio, uma aprendizagem do que nada é certo e adquirido e que temos de dar sempre volta à coisa. Foi uma derrota com sabor a Vitória.

Obrigada futsal. Estás a ser quase terapêutico com o Pedro como a corrida o é para mim. 


domingo, 4 de fevereiro de 2018

Coisas que me fazem rir

A tratar da roupa de Carnaval para o Pedro, alguém diz "Olha, a mamã disfarçada de velhinha."
#mulherdeprata