sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Para mais tarde recordar

(Os meus filhos estão sempre a cair. Não há um dia em que um deles não caia de manhã, quase sempre no mesmo sítio.)

- Meninos, tenham cuidado para não cair. Pedro, abre os olhos para não cair como ontem!
- Os olhos estão abertos no máximo. Não consigo abrir mais! 

E ri-me da ingenuidade dele.

E são estas delícias que fazem um babyblog uma coisa assim tipo nhac!

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Mamã, de que cor são os beijos?

Ao jantar, informei-os que a minha colega me emprestou um livro*. Mostrei a capa e li o título.  O Pedro adiantou-se e disse que os beijos são da cor do chocolate porque são bons! O Tiago segui-lhe o passo e disse que eram vermelhos, como os calipos de morangos que são deliciooooosos. Eu entrei na cena. Para mim, os beijos são amarelos, como o sol, que dá vida a tudo e todos.

Deitados os três na minha cama, descobrimos que há várias cores para diferentes beijos. Experimentámos todos. Foi tão mas tão fixe! (Até parecíamos uma família perfeita. Qualquer grávida, se nós visse naquele mel, naquela brincadeira, afagava a barriga e sorria, certa do que a maternidade é essa coisa maravilhosa! )

O último beijo foi o  branco e amanhã, hei de acordá-los com o beijo cor-de-laranja. :)

* ando a fomentar com as minhas colegas a troca de livros para os nossos filhos.



quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

domingo, 26 de janeiro de 2014

Alimentação

Já não comia carne de porco há 3/4 anos, desde o dia em que li na Visão um artigo sobre carne, sobre todas as porcarias que comemos e sobre a forma como os animais são tratados. Fiquei completamente em choque. Desde aí, deixei de comer carne de porco, a comprar ovos que provinham de galinhas criadas ao ar livre e carne de animais criados também ao ar livre. Tudo caro, está visto.
Aos poucos, deixei também de comer carne de vaca. Por fim, já só comia peru, frango e coelho. No dia 1 de agosto de 2012, deixei de comer carne. Não sinto falta nenhuma. O pai cá de casa e os putos comem carne, mas em muito menos quantidade. O Pedro gosta de comida vegan mas o Tiago não atina lá muito com soja, nem com seitan. Tofu, mais ou menos. 
Há uns tempos, precisava de perder uns quilos que teimavam em não sair. Combinei com  a Mary e com a Carolina fazermos um relatório diário do que comíamos. Era bom porque trocávamos ideias, sugestões e a verdade é que não comia determinadas coisas doces porque tinha depois vergonha de dizer que as tinha comida. Tempos, depois, juntou-se à nossa tabela a Filipa.  A determinada altura, deixei de participar na tabela.
Felizmente, a Mary lembrou-se de fazer uma tabela via WhatsApp. Elas as três estão num nível muito acima e obrigam-me quase sempre a ir googlar o que comem, sobretudo a Carolina, a minha mestre!. Elas comem super saudavelmente, coisas como aveia, granola, quinoa, algas etc. Falam também de chia, linhaça e sementes de tudo e mais alguma coisa. Coisas que só conhecia de nome, mas que nunca tinha comido.
Como me preocupo com o que como, ontem fui com uma lista ao Celeiro. Comprei esas coisas todas e agora ando a navegar na net a ver como utilizá-las.
 Neste momento, a dieta não me preocupa muito (estou com 56 quilos e sinto-me bem com o meu peso). Preocupa-me o que comemos. Sempre googlei os benefícios dos alimentos que como, mas agora, estou a tentar passar ao nível seguinte. Comer só coisas saudáveis.

(hoje, já fiz sopa de legumes com base de lentilhas com aveia e chia, bolo de laranja com chia, pão integral de aveia com linhaça e sementes de sésamo e agora vou ali fazer leite de aveia. Espero que esta vontade se mantenha.)

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

4 anos de ti Pedro

O meu mais novo fez 4 anos e deixou de ser bebé (lembras-te Mary?).
Mas é impossível não encará-lo como um bebé. Ele é pequeno,ainda cabe nos meus braços como um bebé e pesa pouco. Eu vou aproveitando e ele também.
Eu estou perdidamente apaixonada por ele, mas ao contrário do irmão, tenho por ele um amor mais sereno, mais calmo e por isso também é que ele é forte e grande por dentro.
Uma força e uma lição de vida,com um sorriso maravilhoso.

E já tem quatro anos. [suspiros e coiso no coração]

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Para os 4 anos do meu Pedro

Ele pediu-me para levar um bolo de chocolate para a escola. Pedi conselho aqui. Como mulheres práticas que são, deram-me uma receita muito boa e fácil, um bolo, segundo elas, que toda a gente gosta e infalível.
Cheguei à casa às 21h. O pai ainda não tinha chegado. Tinha ido comprar uma forma quadrada e chocolate em pó para bolos (eu nem sabia que havia...). 
(mais um parêntesis para relembrar que sou uma stressada com as horas do comer e do deitar e que estava que nem podia com as horas...)
Foi fazer qualquer coisa para comer para o Pedro, aquecer um bacalhau com natas, sempre com pressa, dar banho ao miúdo, deitá-lo, dar-lhe dois beijos rápidos e tudo a correr que tinha o dito bolo para fazer. 
Eu, que de dona de casa tenho pouco e de cozinheira ainda menos, resolvo fazer o bolo sem bimby e até aí, tudo bem. Dupliquei a receita e foi para a dita forma. 
Claro que o bolo cresceu. Escusava de crescer tanto! O desgraçado começou a deitar tudo para fora num movimento contínuo. Já começava a cheirar a queimado e o pai cá de casa achou por bem tirar o bolo do forno para o limpar. Aí, foi chocolate um pouco por todos o lado...uma porcaria! E foi limpar e comer chocolate que caía um pouco por todo o lado, afinal de contas não podia deixar cair mais chocolate para o chão, para a bancada, para a minha camisola!
Voltou ao forno. Vim para a sala onde me sentei, desmotivada, a jogar no Apalabrados e a levar coça da T. E esqueci-me do raio do bolo. Quando lá voltei, estava demasiado castanho, mesmo para um bolo de chocolate.  Digamos que está assim pr'o seco, vá!

E era suposto ser um bolo simples e rápido e molhadinho! 


Tudo ao lado, Tella, tudo ao lado!

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Uma das minhas decisões para 2014

Ler pelo menos um livro por mês. (ai que miséria e quase que vergonha...Em 2013, li uns 8 ou 9 livros...)

O primeiro já foi e foi "satisfaz".

sábado, 18 de janeiro de 2014

Medidas

Com quase quase a fazer 4 anos,eis os números do Pedro.
Percentil 25 na altura com um metro de gente.
Sem percentil no peso.

Magrito mas lindo, lindo,lindo.

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

E agora,Tiago com varicela.

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

2014 a começar e...

...o meu Pedro com varicela.