quarta-feira, 28 de outubro de 2009

O pai armado em artista

No ano passado, resolveu fazer isto.
Este ano, a creche decidiu fazer uma exposição de espantalhos. Pediu a colaboração dos pais. Eu muito prática pensei logo "ah! nem pensar! fazer um espantalho...".
O pai, mais uma vez, disse "deixa comigo".

A pensar na coisa toda, a tentar visualizar.

O esboço delineado...


Na máquina de costura, a transformar um pano da cozinha numa camisa, à farmer.


Resultado: camisa com um toque gay porque tem tombadinhos nas mangas.


A coser a jardineira, depois de devidamente cortada (por mim) mas sob vigilância máxima do mestre que a desenhou.

O Tiago a tentar ajudar o pai a fazer o chapéu, feito com cartão e a parte de cima de uma caixa de CD.


A fazer a boca.

Resultado final: os olhos são dois botões, as mãos são as varetas de um chapéu de chuva, o enchimento é feito com esponja e trapos, a cabeça foi outrora uma camisola minha.


A dar um beijo à sua obra.

Visto de trás.


E no próximo fim-de-semana, vai fazer uma outra capa para a creche. Não quer que o filho tenha a mesma capa para guardar os desenhos...Enfim, paneleirices...mas que lhe ficam tão bem!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

facto

Estou com umas mamas do caraças!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

deixem-me falar baixo...

Há dois dias que o Tiago dorme a noite toda (deve ser a 6a vez desde o seu nascimento) e hoje, deitei-o na cama dele e vim-me embora. Ele adormeceu sozinho pela primeira vez.

Espero que se mantenha...

sábado, 24 de outubro de 2009

Consulta dos dois anos

Com excepção da pilinha que continua em mau estado (o pai até teve dificuldade em olhar para ela no primeiro dia, tanta era a impressão que aquilo lhe fazia), está tudo bem. Pesa 12, 560 kg e finalmente chegou ao percentil 50 e tem 87 cm.
Tem um problema de renite que lhe obstrue as fosas nasais. Vai ter de fazer um tratamento até abril e depois disso, se não passar, teremos de pensar em operação. Por enquanto, nada de atrofiar que hipotéticos cenários.
Senti um verdadeiro orgulho no meu filho porque se portou lindamente no consultório. Deixou que a médica lhe fizesse tudo, inclusivamente pôr-lhe um pau na garganta a baixo. Um doce, o meu filho. A pediatra até disse que ele era "meiguinho". É mesmo verdade.
Falei com ela sobre alguns pontos: beber leitinho antes de ir para cama e ela disse-me para não me preocupar porque até ela, por vezes, bebia leite antes de se deitar e que lhe sabia pela vida Perfeitamente normal e não ser mais papista que o papa. Falei-lhe da chupeta e disse a mesam coisa: para dormir, é um consolo, por que razão, havemos de tirar-lhe! Voltou a insistir que cada criança é como cada qual e há-de respeitar o seu ritmo.
Falou-me do retrocesso que em princípio o Tiago vai sofrer quando o Pedro nascer e avisou-me que é normal.
Preocupou-se comigo quando os dois estiverem cá fora e até me disse para ir ter com ela, caso não aguentasse a pressão ou se estivesse muita cansada, ne que seja para desabafar! E disse-me, a rir, " tu és louca por ter um bebé quando o Tiago ainda o é tb. Nõão, és corajosa, menina!"

E assim a brincar, o meu filho foi à consulta dos dois anos! Porra! Que o tempo passa rápido!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

O rapaz tem uma balanite, ou seja uma infecção na pilinha. 'tadinho!

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Que fique registado

que senti, há uma hora e tal (ainda dia 19 de Outubro), o Pedro dar a volta. (Também senti o Tiago dar a volta no dia 1 de Agosto 2007. )
São mesmo manos, pois ambos assustaram-me. Desta vez, até soltei um grito que assustou o pai. Provocaram-me qualquer coisa de creepy, qualquer coisa de alien. Parece que senti a espinha dele a roçar na minha barriga. Que impressão!

Depois desses segundos, provocaram-me qualquer coisa de mágico, de único e o meu rosto iluminou-se.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Fight

- para pôr a fralda;
- para o despir e/ou vestir;
- para lhe cortar as unhas.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

post escatológico

Ontem, o Tiago resolveu chafurdar na sua própria m**** enquanto brincava alegremente na banheira com a água. Eu estava a arrumar uma roupa no quarto dele e quando ele chama por mim, diz "olha mamã, coco!" Eh pá! que nojo!
(dispenso-vos mais pormenores mas imaginam como ele estava, certo?)
A educadora do Tiago - da qual éramos fãs - foi-se embora há uma semana. Arranjou melhores condições e foi-se. Foi um balde de água fria. A solução encontrada pela direcção não me agradou: ter novamente a educadora do ano passado. O problema não é a senhora mas a sua disponibilidade, uma vez que ela também é directora do dito local. No ano passado, os míudos raramwente estavam com ela, estavam sobretudo com as auxiliares.
Comprometeram-se a estar 100% com os putos e arranjar pessoal para a parte administrativa. Pensei logo mudá-lo de creche. Até falei com a educadora que se foi embora para saber para onde ia trabalhar. Infelizmente, Belém fica demasiado fora de mão. Decidimos aguardar 15 dias / 3 semanas e estamos a controlar. Vou deixar o Tiago mais tarde do que o habitual, tento chegar mais cedo, os avós vão lá ao meio da manhã ou da tarde para o ir buscar e a verdade é que ela está sempre na sala com eles a trabalhar:a contar histórias, a pintar, etc. Vamos ver como correm as coisas mas continuo sem saber o que fazer e continuo com saudades da dinâmica da educadora R.

domingo, 11 de outubro de 2009

E agora?

Pensar na melhor solução para o nosso filho torna-se difícil...

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Consulta

Retive principalmente uma coisa que desemboca numas quantas outras...

1 - Engordei 5,5oo kg num mês e levei um sermão daqueles... (a culpa é do meu marido que compra só porcarias irresistíveis cá para casa e que as come sempre depois do jantar. É óbvio que uma gaja não é de ferro e não resiste ao pecado da gula);

2 - As contracções (sem dor mas com a barriga já tão dura) que tenho sentido há uma semana podem ser consequência do aumento de peso. ;

3- Vou ter de tomar um suplemento de magnésio por causa das contracções e manter-me no meu rico trabalho pelo menos mais um mês (a não ser que pior) porque em casa, vou engordar ainda mais;

4- O aumento do percentil do meu rapaz (p. 75) deve-se ao excesso de comida...Segundo a médica, estou a gerar um matulão que "há-de sair por algum sítio" ( medicus dixit)


Sim, o o Pedro está bem, a mamã um pouco para o balofa!

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Com preguiça e com pouco tempo

para tratar da privatização do blogue.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

chegou a hora de privatizar

Se quiserem acompanhar-nos, basta deixar e.mail com identificação.
(o mail não será divulgado)