sábado, 31 de outubro de 2015

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

A nossa família está a crescer

Há uns anos, se alguém me dissesse que eu ia ter um gato, eu não acreditava.
Se alguém me dissesse que ia ter dois gatos, ahahah, começava a rir na cara deles.
Pois...
No fim de semana, há de chegar cá a casa mais um gato lindo: o James!

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Uma aberração no manual do meu filho

Uma das metas de aprendizagem é ler não sei quantas palavras num minuto. RI-DÍ-CU-LO!
(respeitar o ritmo de cada um, apreciar um texto e perceber o que se lê ...para quê?)

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Amanhã há teste de matemática

...e ele ainda não sabe a tabuada.
[Respira fundo Tella]

domingo, 25 de outubro de 2015

Não me consigo conter

Quando somos mães pela primeira vez, somos muito chatas. Todas as nossas conversas giram em torno do recém-nascido. Contamos a quem quer ouvir, e mesmo a quem não está interessado (temos pena!), tudo sobre a maternidade: as mamadas, os choros, as dormidas, as gracinhas, os cocos, tudo acaba em -inho...enfim, basta ver os posts iniciais deste blog para perceber. Mas eu sei que vocês sabem do que estou a falar.
E depois, com o tempo, as emoções acalmam-se, nasce o segundo filho, ficamos quase loucas mas as conversas nunca chegam ao nível do 1° recém-nascido. Somos mais contidas e já passámos por aquelas coisas todas. Agora até tenho pena das secas que dei às minhas amigas, sobretudo às que não têm filhos...
Eu, Tella Marie, ando a ficar chata outra vez!  Estou a passar pelo mesmo...mas com as corridas. Ai que seca, senhoras! Passo a vida a ver os meus históricos, as minhas médias, a falar aos colegas do trabalho do porquê, da comida antes e depois de correr. Já me ouvi dizer  "sei que estou a ficar chata.."  e pumba, continuei a falar da corrida da véspera. Faço esforços enormes para não partilhar tudo no meu FB, mas já não me controlo tanto no Insta. Leio tudo sobre o tema. O que se come antes, depois, os aquecimentos, as posições das mãos, etc, etc.
E não o faço numa de "ah e tal, olhem pra mim que corro", tipo exibicionista. Ando mesmo mesmo entusiasmada. É como quando pari pela primeira vez: estou maravilhada com as corridas e com aquilo que elas me provocam. (E não, não estou a comparar um filho ao exercício físico)
Dito isso, já me inscrevi para uma prova em novembro...e sempre com a minha parceira!

A minha primeira prova foi brutal

12km maravilhosos, penosos, desafiantes, sempre a subir, sempre a descer, a ultrapassar o que achava impossível.
À chegada, emocionei-me porque tinha os meus rapazes e o pai cá de casa na meta. O Tiago também estava emocionado. Dei um abraço forte à melhor parceira ever, aquela que me incentivou a correr no dia 1 de agosto, na ilha. Sem a minha amiga Carolina, sei que iria apenas correr para o sofá ou para a mesa, quando a fome apertasse.
Passei a meta com sorriso nos lábios e a  gritar dentro de mim um grande YES!
Absolutamente genial.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Run Tella, run (again)

Ontem, decorreu mais uma edição da maratona de Lisboa. Quando vi a chegada da Coco na Fralda, tive vontade de experimentar essa sensação de ir mais além, de conseguir superar a nossa natureza e o nosso corpo. deve ser maravilhoso.  
Ah, ó Tella, espera lá! Pois é verdade, estou quase a passar pelo mesmo (embora numa escala mais reduzida, claro). Fui desafiada por uma amiga e vamos fazer no próximo sábado a Urban Trail Sintra Night. [risos nervosos aqui deste lado]
Sim, sim. Para me iniciar nas provas de corrida, nada como escolher um percurso de 10 km, em Sintra, ou seja com subidas e descidas do demo e num clima de frio e vento, como só Sintra sabe ter. E estou nervosa pá! 
No sábado de manhã, fiz 9 km com chuva e muito vento, num piso relativamente plano e foi o que foi: lixado! 
Mas pronto, hei de fazer os 10 km a correr e se for preciso, a andar, que ainda não tenho pernas de aço! Acho que me vou divertir também e o meu objetivo é apenas um: chegar à meta e dar um abraço à Carolina!
[risos nervosos again]

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Hip hop

Quiseram experimentar uma aula de hip hop. Foram e...não gostaram.
Uma pena até porque eu achei o máximo! E a professora é super radical e alternativa e yo, com estilo e classe.
Já estava a ver os meus betinhosdocolegioprivado a fazerem hip hop e não, nada disso. Uma pena!

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Dia de cão

Depois de um dia de cão, daqueles mesmo maus, o Pedro parte a porta da máquina de lavar a roupa. F****-se!!

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Agora a sério

Pais e filhos não deviam andar nas mesmas redes sociais. Torna-se embaraçoso ver comentários às nossas fotos com coisas como "queridos filhinhos, estão tão fofos", "obrigada por me dar uma família tão bonita" ou "queridinho/a, bla bla bla". É  deveras constrangedor também perceber que fazem likes em coisas parvas, comentam o Correio da Manhã, os posts da Cristina não sei das quantas da tvi ou partilham fotos de pessoas pouco vestidas a falarem de futebol/benfica. Sim, isso existe! Uma coisa são os outros, outra coisa são os teus pais...
Um dos dois têm de sair. Como eu cheguei primeiro ao FB, acho que eles têm de bazar. Ponto. Enquanto não o fazem, tenho os códigos de acesso deles e sou que nem um lápis azul. Corto tudo e mais alguma coisa. Eles publicam e eu edito ou elimino.
Perguntava-me ele no outro dia: "e o instagram, o que é?" Evidentemente, assobiei para o lado...

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Coisas que também não entendo mesmo mesmo mesmo

As pessoas que estão nas ruas, atrás dos políticos, a agitar bandeiras e a gritar as siglas de um partido político qualquer [que se está inteiramente a borrifar para elas, digo eu].
A sério? Não há nada mesmo mais interessante e produtivo a fazer, hum? Pffff..