quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Museu da eletricidade

Fomos hoje e é um sítio bem giro para os miúdos (e à borla) . Há muitas experiências para eles fazerem.

O que me reconforta é saber que o meu Tiago se interessa pelas coisas que vêmos e fazemos. Faz perguntas (às vezes difíceis para mim...que a física não é de todo a minha área) e questiona-se.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Ainda sobre o clássico da fruta

Os miúdos brincavam no quarto e eu chamo-os para comerem a fruta. Oiço o Pedro a dizer "puta, puta!". Com um sorriso nos lábios, grito, da cozinha, "Fruta, Pedro" e ele grita, do quarto, "Puuuuuuutaaaaaaaaaaaa!"




Gargalhadas.
(Eu sei que não devo mas não resisto!)

Tiaguês

Ele vira-se para nós e diz "eu sei falar espanhol" e diz "nãnãnã" ou "rororo".

Do Natal

Liguei a um amigo e pedi-lhe para se fazer passar pelo pai natal e falar com o Tiago. Depois do nosso ataque de riso ao telefone, o meu amigo incorporou o seu papel e foi 5 estrelas! O olhar do meu Tiaguinho quando entrei na sala a dizer "Tiago, Tiago, o pai natal quer falar contigo" foi fantástico. Eles lá falaram. O pai natal avisou-o que estava atrasado porque uma rena estava constipada, para deixar um copo de leite e umas bolachas e que estava com muito trabalho. E mais coisas que ficou entre eles!

Para se despedir, o pai natal fez "hohoho" e o Tiago até deu um saltinho de excitação...

Momentos mágicos que aquecem por dentro.


O amor

- Sabes o que é o amor Tiago?
- Sim. É mamã!

:-)

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

A pergunta que se impõe há dias

Mamã, quanto tempo é que falta para o Natal? Mostra-me com os dedos!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

23 meses

Se não fosse a barra cá de cima a dizer-me, não me lembrava que falta apenas um mês para o meu Pedro fazer 2 anos!

E giro e engraçado que ele está! E malandro também!

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Tenho mesmo de saber explicar umas coisas ao meu Tiago

Eu sempre dei beijos na boca dos meus filhos. Beijos repenicados.

O Pedro, no domingo, deu um beijo na boca ao irmão. Este virou-se para mim e disse "o maninho deu-me um beijo na boca. Que nojo!" Lá expliquei (mas mal) que não era nojo dar um beijo na boca na mãe, no pai ou no mano.

Hoje, quando cheguei do trabalho, disse-me "dei um beijo na boca do Miguel M. e ele disse-me que era um nojo!".

Hei de conseguir que ele perceba...

O Tiago encontrou a Inês do Pedro!

Ufff!

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

O rei (Tiago) manda

- saltar;
-rebolar;
- dar um beijo no pai;
- dar um beijo no mano;
- ladrar;
- dançar;
- bater palmas;
-dar um abraço;
- dar uma cambalhota


e ai, pará tudo!

Vendo que a minha vontade/destreza para a cambalhota era pouca ou nenhuma, diz-me ele "não consegues? Eu ajudo-te mamã ou tens vergonha?"

Hein?

Dá-lhe para isso

Quando ralhámos com ele, o Pedro tenta elevar a voz e diz "feiófeiófeiófeió", assim, de repente, numa só vez!

Quando quer ralhar connosco (sim, que o fedelho de percentil 5 pensa que manda cá em casa ), diz-nos assim, de uma só vez, "feiófeiófeiófeió"!

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Há sempre uma Inês para qualquer Pedro

Ou como ele diz, "a'nês é do Ped'o!"


Uma verdadeira paixão. Não a larga. Leva-a para a escola. Dorme com ela. Brinca com ela. Muda a fralda com ela. Come com ela em cima da mesa. Tudo com ela, basicamente.

.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

O meu filho sabe falar às mulheres

- Mamã, tens um bebé na barriga!
- Não, não tenho
- Tens, tens...
- Não, não tenho.
- Mas tens a barriga grande!

(suspiros)

domingo, 4 de dezembro de 2011

Na curva

O Pedro pesa 10,600 kg e está no percentil 5!

Ouviram? O MEU PEDRO ESTÁ NO PERCENTIL 5!


Ao fim de quase 23 meses, o meu filho tem percentil "normal" / "positivo".


(Ah e tal, não te preocupes com essa coisa dos percentis e coiso e tal, mas a verdade é que esta pequena coisa deixa-me contente! Nada como um filho entrar nos eixos!)

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Carta ao pai natal

Hoje, escrevemos uma carta ao pai natal.


"Uma carta para o pai natal

Eu sou o Tiago. Porto-me bem. Quero uma prenda para o avô, para mim. Quero uma quinta de animais. O mano leva um patinho. Quero uma prenda para a avó. Ela quer um tapete. O tio quer uma televisão. O avô quer um frigorífico muito bonito."


Assinou a sua carta, à sua maneira.


[Pai e mãe não têm direito a nada! Embrulhem!]



Para além da carta, quis desenhar o pai natal, com um saco de prendas na mão e com uma estrela verde!







domingo, 13 de novembro de 2011

Filtro "mãe" ativado!

No seguimento do post da Manue, tenho a dizer que não consigo ser imparcial quanto à beleza dos meus filhos. Por exemplo, recebi as fotos de natal da escola e não há como dizer "eh pá, os meus filhos são lindos, do mais lindo que já vi!"

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Frase do dia

Enquanto brincava e abraçava o irmão.
"Maninho, és o meu boneco preferido!"

domingo, 6 de novembro de 2011

As crianças são a melhor coisa do mundo!

TAKE 1
- Ó Mãe, tens o rabo mole!
(Amo-te filho do meu coração)

TAKE 2
- Ó mãe, tens a barriga cheia!
(Estive quase para gritar ao puto "olha, a culpa é tua!". )

TAKE 3
- Ó mãe, tira daqui as pernas que elas picam muito!
(Fechei os olhos e mandei-o, silenciosamente, p'ra aquele sítio!)

Mundo dos dinossauros

Foi a primeira exposição que realmente interessou o Tiago. Fez inúmeras questões, quis saber muita coisa , sobretudo se aquele dinossauro era bom ou mau*, e claro, a inevitável pergunta "porquê?", "mas porquê?". Fiquei admirada com o interesse dele. Ele que é um menino meio tontinho, meio distraído, gostou muito e mais, interessou-se.


*no final, percebeu a diferença entre os herbívoros (bons) e carnívoros (maus) e conseguia mais ou menos distingui-los.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

O meu filho fez anos e eu bebi demasiado vinho tinto, aguardente e vinho do Porto

[tudo aponta para que este post seja do mais coiso possível]




O meu filho fez 4 anos e como me disse a Mary, esta é uma data importante porque deixam de ser bebés. Mas eu não quero que ele deixe de ser um bebé.


Há umas coisas mal resolvidas cá dentro que passam também por um dia de anos, uma ideia que "não se foge ao adn" e afins que me levaram a ver que hoje dei mais de 6 ou 7 vezes parabéns ao Tiago. Fez-me ver que recuso o modelo que me foi imposto. Basta! Começo a acreditar que afinal de contas, fujo ao meu adn...


Hoje, enquanto a família estava na sala, dei comigo na cozinha, sentada no chão, entrelaçada ao Tiago, a dar-lhe os parabéns, a murmurar-lhe coisas bonitas e secretas entre nós. Olhei-o nos olhos e vi, durante uma fração de segundos, o bebé que foi e que permanece cá dentro. Aqueceu-me a alma.


Ver a felicidade dele, quando está rodeado de gente que o ama, comove-me. Sentir que ele se sente amado enche-me a alma.


Tiago, carne da minha carne, amor da minha vida. Uma paixão tão grande, indescritível. Às vezes até doi.




Espero sinceramente que o Tiago só leia estas linhas quando for pai porque só aí é que as vai entender. Até lá, vai pensar "a minha mãe estava bêbada!"

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Faz hoje 4 anos que fui mãe pela primeira vez

Tiago. Amor.



O meu Tiago é um menino como tantos outros, que chora, ri, sorri, brinca, faz disparates, diz tontices, faz birras.



Mas o meu Tiago é especial porque é meu. Porque me enche de amor e de orgulho. Porque me fez perceber que, por ele, vou até ao fim do mundo. Porque me ensinou verdadeiramente o significado da palavra amor e porque me transformou numa pessoa melhor.


segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Gosto tanto dos post-its...

...que estou a pensar colar um post-it nas testas dos meus filhos com os seus respetivos nomes... É que eu ando tão tolinha que chamo Pedro ao Tiago e Tiago ao Pedro, sempre, a toda a hora!


Pode ser que assim eu consiga acertar, à primeira, nos seus nomes.

sábado, 29 de outubro de 2011

Ainda não estou em mim

O meu filho mais velho está quase a fazer 4 anos. O meu filho mais velho está quase a fazer 4 anos. O meu filho está quase a fazer 4 anos. O meu filho está quase a fazer 4 anos. O meu filho está quase a fazer 4 anos. A fazer 4 anos. 4 anos.

E é isso. Já podem seguir para outro blog!

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Atividade*

Ontem, quando chegámos, fizemos um bolo de laranja a três. Uma estreia.

Euforia, alegria e farinha um pouco por todo o lado.


[O Tiago que não come doces, deliciou-se com o bolo que fez. O Pedro nem por isso, claro!]


*Ui! Que feio ver esta palavra escrita assim!

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Um clássico

Quando chamo o Pedro e o Tiago para comer fruta, o meu Pedro sobe para a cadeira e diz, alegre e contente, "puta, puta, puta"!

Nós, pais como deve ser, achamo-lo um fofo ao dizer isso e sorrimos! Vá, às vezes, eu corrigo-o e digo "fruta" e ele responde, claro, "puta"!

Pequenos momentos

Pequenas coisas que me fazem sentir bem, de coração cheio: brincar com os putos ao Rei Manda e às escondidas, ouvir as suas gargalhadas, ver os seus sorrisos felizes e tudo isto ao som de Mozart*.


Aproveitar cada momento feliz e esquecer tudo o resto.



* conseguimos fazer uma pausa com o José Barata Moura! Ainda bem porque estou farta de acordar a trautear A equipa dos minhaus / é a melhor/ E ninguém a bate / Mas como são distraídos / ...

domingo, 23 de outubro de 2011

E quando contar até 10 não chega...

O que fazes? Contas até 100 ou sai-te um belo "foda-se" no meio da cozinha enquanto levas o mais novo para o castigo? Pois, a segunda hipótese tem mais a minha cara...

Enfim...uma lástima, eu sei!


Numa próxima vida, se não for uma solteira sem filhos, quero ser melhor mãe ou, pelo menos, uma mãe que sabe controlar-se um pouco melhor.

Chegou o outono

E eu não gosto muito! Sou daquelas pessoas que gosta muito de sol e calor. A chuva, o vento e o frio não me fazem bem. Fico com uma certa neura... E depois, o que se faz com os putos quando está mau tempo? Temos de aguentá-los em casa...Ui! Tão difícil!

Ainda assim, a manhã ainda deu para apanhar folhas secas, andar de biciclete (e sem capacete, à anos 80) e brincar no jardim.

Mas o nosso must foi desenhar o outono. Quando digo "must", estou a exagerar, claro. Os putos, pá, são lixados e não fazem aquilo que pedimos! Para além disso, fiquei a saber que o Pedro gosta de comer cola e o Tiago gosta de agrafar os dedos! Enfim...

Para o meu Pedro, o outono é aquilo que queremos. Colou com a nossa ajuda duas folhas e deixou as suas marcas em ambas as folhas.





Para o meu Tiago, o outono é sol, balões, folhas secas, árvores verdes com troncos roxos! Anda um pouco confuso...

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Primeiro post com novo acordo ortográfico - por cá

Os dias passam, uns melhores que outros. Entre birras, trabalho, desalento, dúvidas, euforia, sorrisos e lágrimas, as coisas vão andando. Por vezes, com vontade de bater a porta e fugir e outras (muitas outras, felizmente), com vontade de abraçá-los até mais não.


Da reunião com as educadoras de infância dos meus filhos, pouco há a dizer, ou melhor, não há nada de novo. O mais novo que tem um feitio lixado, que está quase a deixar as fraldas, que é o mais pequeno da sala mas o mais forte e que se mete com todos. O mais velho que é meigo, distraído, desconcentrado, com pouco jeito para as artes, que é muito bom na natação, que come muito bem e que quer sempre brincar com o mano no recreio. blá blá blá.


E fazer puzzle, brincar às escondidas, ler histórias e dançar ao som do Barata Moura (começa a fartar, diga-se) é o que mais se faz por cá.


E o meu Tiago que está quase a fazer 4 (quatro!) anos! O cliché já em ação: parece que foi ontem que tudo isto aconteceu. Onde está o meu bebé que me fez perceber o que é o amor na sua verdadeira aceção?

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

A loucura: mais um post (sem interesse, eu sei) mas um post!

Para que fique registado (e para ver se dou um abanão neste blog), temos andado a saltar, a brincar, a dançar e a cantar ao som do Barata Moura. Muito bom!

A Charanga do Zé é a preferida do Pedro.
A Equipa dos Miau é a preferida do Tiago.
(eu gosto de todas)



domingo, 9 de outubro de 2011

É um post!

Este blog anda parado, murcho comó raio! No fundo, um pouco como eu! Há mil coisas para dizer mas não me sai nada a não ser três coisas:


- numa próxima vida, sou solteira e sem filhos (oxalá que não me saia a opção "freira");


- os meus filhos têm o diabo no corpo e começo a acreditar que as palavras sábias da minha avó podem ter um fundo de verdade: "enquanto não batizares os teus filhos, eles vão ter o diabo no corpo!" :)


- quando vejo uma grávida, penso "Ai! Coitada!"




[Vou acrescentar mais uma coisa. Não quero ninguém a pensar que "eh pá, a gaja é uma cabra insensível que não vale nada!". ]


Os meus filhos são lindos e maravilhosos.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Coisa estranha

Ter ido comprar pão com o Pedro e um senhor, com mau aspecto, agarrar no meu filho ao colo. A coisa ficou ainda mais estranha quando eu quero tirar o miúdo do colo dele e ele resiste antes de mo dar. A sério, há com cada pessoa... O homem ainda conseguiu assustar-me durante uma fracção de segundos, dasse!

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Consulta do Pedro

Aos 19 meses:
9,480 kg (sem percentil, claro!)
78 cm (percentil 5)

De resto, está óptimo!

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Das férias na terra

Quem me conhece sabe que sou muito certinha. Demasiado, por vezes. Mas por uma razão qualquer, dei o meu grito de Ipiranga nestes dias. Farta de ah-e-tal-tens-tudo-para-ser-feliz-um-gajo-5-estrelas-e-dois-filhos-lindos-e-um-emprego-estável-e-o-camandro, soltei uma Tella perdida há alguns anos e foi a loucura.




(E sim, este post não tem nada a ver com um baby-blog, mas queria que soubessem porque a "mãe" deste baby-blog também é mais do que isso (ou isto, nunca sei);)

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Das férias no Algarve - constatações

- Quando uma gaja vê as fotos tiradas na praia, constata, só aí, que se calhar devia ter comprado umas cuecas do biquini maior... Ó ceús, andei com um tamanho abaixo!!!


- O fénomoeno "Guedes" também chegou aqui quando se ouve o filho mais velho dizer ao mais novo: "Sai da frente Guedes" quando este estava a tentar partir um castelo de areia!


- Passar uns dias com os sogros no Algarve é bom porque assim, podemos sair à noite e deixar os putos com os avós (isso e ter almoço e jantar feito)!


- Descobri as morangoskas (?) e as caipirinhas e fiquei fã!


- A ilha de Armona é fantástica para passar férias com putos.


- Albufeira é um sítio 5 estrelas para passar férias sem os filhos (ou vá, com os avós e com os filhos)!

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Das férias

Os nossos filhos são lindos e maravilhosos. Passar férias com eles é muito bom e coiso e tal. Mas eu juro que para o ano, tiro uma semana sem eles. Até porque uma das palavras mais repetidas , entre dentes, claro (ou não, por vezes), é "foda-se".


Volto a repetir que os meus filhos são lindos e maravilhosos e que as férias estão a ser 5 estrelas mas ainda assim, uma semana só para nós não é pedir muito, pois não?

sexta-feira, 29 de julho de 2011

FÉRIAS!

Este blog vai ficar ainda mais parado!

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Trilhar novos caminhos

Aceitei um novo cargo no trabalho. Ainda nem estou em mim e estou...ansiosa, assustada mas contente.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

18 meses de ti Pedroquinhas!

Data importante esta! Tanta coisa para dizer mas há uma que se destaca: força da natureza!

Este meu pequeno é grande!

terça-feira, 19 de julho de 2011

Coisa bonita

-Pai, hoje, quando fui dormir, disse à Soraia que era linda.
- E o que é que ela disse?
- Que eu era bonito!


(Tão bom gosto o meu filho!)

domingo, 17 de julho de 2011

Para não te armares em jovem

O Tiago olha para as minhas cuecas (Hello Kitty) e repreende-me:

"Tu não podes usar a Kitty! As mamãs não podem, só as meninas como a Lara ou a Soraia [colegas da escola]!"

Dia daqueles

Hoje foi daqueles dias difíceis... Daqueles dias que me fazem ver que não vou ter mais nenhum filho!

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Pré-escolar

As listas provisórias sairam. O meu filho ficou em 317º lugar. Há apenas 150 vagas, repartidas entre os 3 e 6 anos. A lista definitiva sai no final do mês mas já se percebeu a tendência: está out.

(Por um lado ainda bem porque uma eventual mudança ia custar muito a todos - menos à minha carteira, claro!)

terça-feira, 28 de junho de 2011

Moi

Horários rígidos e madrugadores no trabalho + pai ausente há uns dias = putos a dormir nos avós.
Há, pelo menos, 3 anos e 7 meses que não tinha a casa só para mim.
Eu, eu, eu e eu! Até vi um filme: uma pastelada muito má (embora alguns lhe chamem comédia romântica mas não). Ainda assim, feliz de ver um filme desse género, sozinha, esticada no sofá. Só eu, eu, eu e eu!
Soube que nem ginjas e confesso que nem senti saudades, de ninguém! Sabem porquê? Eu, eu, eu e eu!

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Família que tinha tudo para correr bem

Jantar pronto e em cima da mesa no jardim. Nós os 4. Pássaros a chilrear e grilos a cantar. Sinto-me feliz.
5 minutos depois desse pensamento, ou 3 minutos ou 30 segundos, não sei. Aconteceu tudo num ápice.
A confusão instalou-se: garfos para o chão, recusa em comer, choros, birras e o camandro.
Sinto-me cansada.

Tudo normal, eu sei...Mas eu só queria continuar a ouvir os pássaros e ter pensamentos lindos e maravilhosos sobre nós...

[Música de fundo: dream, dream, dream]

Aidita: a avó fenómeno - 4ª parte

O Pedro aparece com um prato do serviço da minha avó (que nunca vi ser usado ao longo destes 33 anos). A avó, passada com o puto, que já lhe tinha partido umas quantas coisas, tira-lhe o dito da mão e reclama entre dentes "olha o filho da puta do rapaz...".
O que é que eu faço? O que é que eu digo? O que acontece?

Gargalhada geral!
[Claro!]

domingo, 26 de junho de 2011

Olha o que eu vou dizer...

- Mãe, olha o que eu vou dizer: cu!
Muito seria, olhei para ele e disse-lhe que era muito feio dizer essas coisas. A minha cara deve ter sido de tal ordem, que o Tiago desatou a chorar e a dizer "eu gosto muito de ti."
Pediu desculpas e esquecemos a coisa. Acho que ele percebeu a lição!

terça-feira, 21 de junho de 2011

Para memória futura II

Estávamos a brincar com a plasticina. Fiz uma espécie de barco e o Tiago estava a tentar fazer uma bandeira.
- Mamã, olha a bandeira do Portugal.
- De Portugal.
- Não! É do guenfica!
- Benfica! Ó Tiago, BENfica, BE, BE, Benfica.
- Ó mamã, eu sou uma criança. Faz outro barco agora.

Ideais & influências

Um vizinho veio cá à casa e o Tiago resolve ir buscar a bandeira da CGTP e passear com ela pela casa.

Às vezes, damos por ela a dizer cpp- uidade 'indical! [cgtp - unidade sindical]

Muitas vezes, diz-nos que quer ir ao 25 de Abril!

17 meses do Pedro

A ver se me lembro de tirar uma foto ao meu bebé lindo que ainda não pesa 9 quilos, que faz 4/5 cocós por dia, que escreve nas paredes e no chão, que tem 7 dentes, que enfia tudo na sanita, que tem um olhar delicioso, uma gargalhada sonora, que só diz mamã e papá mas que se faz entender na perfeição.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

O que se ouve cá em casa?

Cocó, xixi, chulé, cocó, xixi, chulé.

Há também coisas assim:
Ó Pedro cocó!
Essa massa é cocó-chulé!

Mas a expressão que ele mais diz é:
cocó, xixi, chulé, cocó, xixi, chulé, cocó, xixi e chulé.

Essa fase vai durar muito tempo? É que já não há paciência para tanto requinte linguístico.

domingo, 19 de junho de 2011

Hoje, fiz uma coisa bem fixe: fui à praia sozinha com os putos. O dia estava tão bom que não o podíamos deixar passar em branco. Estive a consciencializar-me várias vezes que ia sozinha com 2 putos.
Organizei as coisas enquanto eles dormiam: lanchinhos e jantar.
Os putos acordaram às 17h00 (dormiram 3h00), lancharam um iogurte e lá fomos nós.
Levei o mínimo possível. O Tiago carregou os brinquedos, o Pedro foi para o sling, lanche e toalhas, na mochila, às costas. Correu tudo bem!
A parte mais complicada foi a ida à agua, mas mesmo assim foi 5 estrelas.
Saímos às 19h45 e a partir daí, foi sempre a despachar: banhos, jantares, brincadeira, histórias e cama.

sábado, 18 de junho de 2011

Festa da escola

- À entrada do "palco", o Tiago tropeçou, caiu e chorou. Entrada em grande!

- O Tiago portou-se mal. Não estava minimamente virado para as músicas e para as coreografias. Tiago, 0 points!

- O coro do escolinha - composto pela sala do Tiago e outra - esteve sempre no palco. Quando entrou a sala do Pedro, eu fiquei super emocionada.

- Depois da actuação do Pedro, o Tiago saiu do lugar dele no coro e foi a correr ter com o irmão para lhe dar a mão e acompanhá-lo até mim. Não respeitou o protocolo e ainda bem! Fiquei ainda mais emocionada!

- O Tiago portou-se mal e fez umas birritas tolas de puto tolo. Nessa altura do campeonato, estive quase a fingir que não o conhecia de lado nenhum! :)

- No final daquilo tudo, cheguei à conclusão que as festinhas com actuações são mais uma coisa para os pais do que propriamente uma coisa para os putos. Pergunto-me até que ponto é que eles gostam de estar assim expostos?

- Também cheguei à conclusão do que teria sido preferível termos ido à praia. Teria sido muito mais giro e teríamos feito uma coisa que sei que realmente gostamos. Os quatro.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Há no meio dos prédios uma coisa à qual alguns senhores chamam "parque infantil". É uma coisa deprimente. Raramente lá vamos. Ontem, fomos. Nunca há lá ninguém. Ontem, havia uma senhora, très BCBG, muito tia para aquela zona tão suburbana.

Os meus filhos têm a tendência de subir ao escorrega pelo mesmo sítio onde descem. A dita senhora só comentava com a neta "Leonor, não suba por aí, É sempre pelas escadas!". eu, confesso, caguei e andei e nada disse aos meus filhos. O Tiago, que estava de chinelos, resolveu subir e descer, descalço.

À determinada altura, o Tiago, do topo do escorrega, grita "Olá cocó!" e a bela frase "mamã, cheiras a chulé!" [em defesa da minha honra, tenho a dizer que isso é pura mentira!].

Foi a gota de água para a senhora que agarrou na sua Lenoro e bazou, muito incomodada.


Dei por mim a pensar que há gente que stressa tanto, em locais, onde supostamente, deviamos todos estar contentes e livres...

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Bro

Eles estao** cada vez mais manos: ora a brincar e a soltar gargalhadas que enchem a casa de alegria, ora a embirrar um com o outro e a chorar*.
So far so good!

* nem sempre o mais pequeno e [com acento**] o elo mais fraco, bem pelo contrário.

** porcaria do vírus que não me deixa acentuar palavras.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Coisas que pensava que estavam resolvidas

A Catarina, filha de um casal amigo, despertou-me a vontade de ter uma Inês na minha vida.

sábado, 11 de junho de 2011

Para memória futura

Vamos para a praia. Estamos os quatro no carro calados. Tiago interrompe o silêncio e grita:
- Papá? Cocó, xixi, chulé [pausa de 2 segundos] e ranho!

Gargalhada.

-Mano, mano! Cocó, xixi, chulé [pausa de 2 segundos] e ranho!

Risos.

E foi assim até à praia.
Cocó, xixi, chulé. Cocó, xixi, chulé. Cocó, xixi, chulé.
(os risos é que foram diminuído...)

Há algum tempo que estou para saber se foi só comigo que isso aconteceu

Depois da gravidez (e amamentação), as mamas minguaram e os pés cresceram. Certo?

(olha que coisa...)

domingo, 5 de junho de 2011

1º aceno

O Tiago vai à praia com a escolinha desde segunda-feira.
Sabem, aquelas mães que ficam no meio da estrada a dizer adeus à cria que está no autocarro até ele arrancar e ir embora? Eu fiz isso também na sexta-feira! E com um sorriso nos lábios.
E nunca pensei que o meu filho ficasse tão feliz com uma coisa assim tão simples.

(Viver nos subúrbios tem coisas negativas (ui se tem...): havia apenas 2 mães e 1 pai a acenar às crianças... Os outros já estavam a trabalhar.)

sábado, 4 de junho de 2011

Sinais dos tempos

Receber dois convites no FB "diferentes": um da educadora do meu Tiago e outro do meu sogro.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Re-post

Estava a escrever um post à la babyblog, a queixar-me do final de tarde e do difícil que foi gerir a coisa cá em casa. E dei por mim a escrever coisas como "travei uma luta " ou "perdi a batalha". Linguagem bélica, hoje, nem pensar! Palavrões também não. Só Peace and Love. Reformulo o meu post e fico com "os meus filhos são lindos e maravilhosos. Há dias em que também são chatos".

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Como já há muito tempo que não digo nada, deixem-me dizer algo que foi muito importante para mim

Deixei putos e marido e fui passar o fim de semana ao Porto com as minhas amigas, copines do coração.
Uma estreia em absoluto para mim. Sim, tive saudades. Sim, ainda verti uma lágrima (ou não fosse eu quem sou) e sim, bebemos vinho do Porto!
E foi qualquer coisa que me encheu a alma, pá!

Como já há muito tempo que não digo nada, deixem-me dizer algo sem importância alguma II

Descobri uma coisa fantástica chamada Club Fashion. Roupas e coisas de gajas mais ou menos gira a preços mais ou menos fixes.
Num resisto diferente, também descobri aquele tempero da Maggi para assar frango num saco no forno . Eu mandei vir, via aqui, uma amostra grátis . Experimentei hoje e gostei bastante.

De nada, a sério!

Como já há muito tempo que não digo nada, deixem-me dizer algo sem importância alguma

O Pedro tem uma educadora fantástica, que partilha comigo artigos da Pais&Filhos, que quer começar já o desfralde do moço, que diz que ele é rato e inteligente, que diz coisas fixes e engraçadas.
O Tiago tem uma educadora mais low profil, mas que está muito atenta, que se despede do meu filho sempre com um beijo*, que, por vezes, se queixa do meu filho utilizando vocabulário que eu uso para caracterizar alunos de 13-14 anos, que tem jeito para contar histórias e que tem um estilo musical...vá... ecléctico**.

* Deve ser normal, mas ele nunca teve uma educadora que fizesse isso antes.
**Hoje estava tudo a bombar ao som dos ABBA, ontem com as músicas infantis próprias da idade e na semana passada, com Quim Barreiros, Saul e o gajo que canta "Felicidade, felicidade, eu te desejo...lá lá lá[não sei mais o resto]" . Podem dizer, que eu tb já disse: WTF!

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Vendo humificador - chicco


30 euros + portes
O humificador está novo (usado três vezes).

domingo, 15 de maio de 2011

Representações e afins VII...

...ou o subconsciente a falar...

"É um dragão de um olho que quer comer o Pedro que está grande e com cara de assustado"



sábado, 14 de maio de 2011

33

A idade de Cristo quando morreu e a minha também, a partir de hoje!

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Sobre a pasta "rascunhos"

Descobri um sítio, cá no blog, onde há posts (alguns tão antigos) que nunca foram editados, por uma razão ou outra, não sei. Há um que tem um título sugestivo: "Vós que não dais, por que esperais?" mas sem texto ou outros que são mesmo, mesmo a minha cara porque só dizem "Estou tão fodida!" ou "só me apetece chorar!" . Na maioria, estão incompletos.
Já não me lembrava deste. Estava eu grávida do meu Pedro.

Há umas semanas, uma pediatra das urgências fez um comentário completamente despropositado mas que está sempre a moer-me. Quando me viu entrar, perguntou-me se ia ter um rapaz ou uma rapariga.Quando lhe disse que ia ter mais um rapaz, respondeu-me "ai! então este aqui [Tiago] é e será o rei e o outro será sempre um príncipe. Se fosse uma menina, teria sempre um rei e uma rainha". Respondi-lhe que não, que em casa havia apenas um rei - o pai - e que os dois são e serão sempre os príncipes. Não gostei da abordagem dela e sobretudo do levantar de sobrancelhas a duvidar das minhas palavras.

Sei de antemão que vou amar o Pedro incondicionalmente, tal como amo o Tiago mas apesar desta certeza, não posso deixar de ficar a pensar nisso. Ser irmão mais velho pode ser difícil


terça-feira, 10 de maio de 2011

Declaração curta e grossa (vá, e sem interesse também)

Às vezes*, penso que o Pedro caga mais do que come!

* Sobretudo quando lhe mudo as fraldas...

domingo, 1 de maio de 2011

Do dia da mãe

Sou só eu que acha que as prendinhas que os putos fazem na escola são uma mariquice desnecessária* ou é a cabra que há em mim que anda, neste preciso momento, à solta e que está a escrever?

* ah tal são giros (q.b.) mas acabam por ir para o lixo...

sábado, 30 de abril de 2011

Done

Tiago já está inscrito no pré-escolar. Aviaram-me que em princípio não ia conseguir vagas porque faz 4 anos em Novembro. Saí de lá a pensar que lindo pais é o nosso que diz uma coisa e faz outra. Escola para todos a partir dos 3 anos, pois sim...Cambada, pá.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Revolução - por uma mercado de trabalho mais flexível

Cá estou eu, camaradas, a responder ao apelo lançado aqui.

Eu no meu trabalho.
Era uma vez uma rapariga que conseguiu subir à custa de muito trabalho e de muitas horas perdidas por lá. Em dois anos, conseguiu quase duplicar o seu salário e já tinha uns cargos de maior responsabilidade. E depois, estragou tudo, resolveu engravidar. De um momento para o outro, perdeu um terço do seu salário e foi encostada à box. Literalmente. Era ver os outros a trabalhar e eu, nada. Não me atribuíram nada.
Um ano e pouco depois, a rapariga resolveu engravidar outra vez. Ouviu coisas muito feias da entidade patronal, coisas como "isso é péssimo para nós, muito mau...". Voltou a ser encostada à box, com nova redução salarial. Ganhou juízo e ficou de baixa...
Hoje, ganho muito menos do que já ganhei em tempos mas trabalho das 10h00 às 16h00. É verdade que trago quase sempre muito trabalho para casa mas não me importo. Pedi para me reduzirem o meu horário e não entrar às 8h00 como outrora. Acederam. Será que tenho de dizer que são porreiros, pá?! Não sei...Perdi dinheiro mas ganhei tempo com os meus filhos. Acho que é uma melhor recompensa.
O meu ideal seria estar a 100% em casa com os meus filhos. Acho que os filhos têm de estar com os pais e não entregues a terceiros. Infelizmente, é uma coisa que não consigo pôr em prática. Acho que muitos problemas da nossa sociedade são o resultado da ausência dos pais na vida dos filhos... Aqueles depósitos de crianças são uma ***** (não sei como adjectivar) da vida moderna... Trabalho porque preciso de dinheiro. Não me realizo no trabalho. Nem sei muito bem o que isso significa!

Quando tenho os putos doentes e tenho de faltar, eles reviram os olhos;quando oiço histórias de mulheres que engravidam e são deslocadas para outros locais de trabalho a 60/80 km (e conheço tantas assim), quando se recusaram a dar-me redução de horário de amamentação, penso: não nos lixem, não nos quilhem, não nos fodam! Revolução de mentalidades, já!

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Representações e afins VI

O Tiago começou "a jogar com as letras" no Word.

Escreve "Tiago" à maneira dele. Na última linha, onde há dois -m's (?), disse-me que estava a escrever mamã. Resolvi escrever a palavra para ele ver como é. Disse-me que não podia ser porque o -a é de Tiago e não de mamã...


[Sim, o ecrã do meu portátil está um nojo!]

quinta-feira, 21 de abril de 2011

O pai cá de casa: agora é a minha vez.

O pai cá de casa é um pai presente. Eu acho que ele poderia fazer mais. Ele acha que faz mais do que digo/penso.
O pai cá de casa chega tarde, às 19h15. Sei que para muitos, isso não é tarde mas para mim, que gosto de ter toda a gente jantada às 19h30, é tarde. Quando chega (salvo raras excepções), os putos já tomaram banho, o jantar já está pronto e o Pedro por vezes está a comer. Sai-me do pêlo. Tal como de manhã. Acordo-os, trato deles e levo-os à creche. Podíamos mudar o sistema mas isso implicaria deixá-los mais cedo na escola ou jantar mais tarde. Sim, sou obsessiva com as horas.
O pai cá de casa arruma a cozinha. Quando o Benfica joga, arruma-a no intervalo. Arruma também os brinquedos dos filhos, a reclamar que o menino Tiago e o menino Pedro foram dormir sem os arrumar. Ameaça que um dia, vai pôr tudo no lixo. Garganta, está visto.
Aos fins-de-semana, cozinha ele ou eu. Depende do petisco. Ele faz coisas boas e elaboradas. Eu desenrasco qualquer coisa comestível.
Quando precisa, o pai cá de casa passa as suas camisas a ferro . Cose um botão quando necessário. O jeito dele na costura já lhe valeu o título de "fada do lar". É a admiração de muitas tias que o elogiam mas que nas costas, me criticam. E que me repetem vezes em contas, "não sabes a sorte que tens! "
Não muda fraldas aos filhos, de livre e espontânea vontade, quando estou em casa. Nunca toma a atitude. Assumiu que era tarefa minha, só pode. Quando estamos juntos, no fds, não se lembra de lhes dar banho ou de lhe dar o lanche. Faz apenas quando lhe digo. Mas não gosto de lhe dizer. Ainda vivo na ilusão, referida pela Mme Pirulitos, de que "ele teria de fazer por ele, sem eu pedir. E ainda mais fazê-lo por prazer, por imenso prazer, quase aos pulinhos de tão contente que estava de cuidar dos filhos, arrumar a casa, dar banho aos putos, dar-lhes de comer, mudar cocós. Tudo e tudo e tudo." Um dia, hei-de crescer e tornar-me numa tirana!
O pai cá de casa brinca q.b. com os putos. Alega que tem trabalho. Eu também tenho mas deixo-o para depois das 22h00. Opta, demasiadas vezes para o meu gosto, por um filme. É atento e gosta que as regras sejam cumpridas pelos filhos. Ao fim-de-semana, dedica-lhes mais tempo.
O pai cá de casa é bricoleur. Dos bons. Conserta tudo. O micro-ondas avariou-se. Ele abriu,-o analisou-o, comprou a peça et voilá, como novo. É assim com tudo, a minha avó costuma dizer "que lhe nasce tudo das mãos". Também, diz "reclamas de barriga cheia!. Devias ter um como os outros."
Ando sempre nesta encruzilhada: ele faz muita coisa, acho que poderia fazer muito mais. Quero sempre muito mais. Queria mais ajuda ao final dos dias. É uma loucura (como qualquer casa) fazer jantar, aguentar as birras de cansaço dos putos, dar de comer, orientar as coisas. Ai de mim que o critique porque levo sempre com o "nem sabes a sorte que tens". Como se a partilha das coisas em casa não existisse. Apenas a mulher submissa que tem de fazer tudo resignada e que não pode pedir mais. O caralho!


terça-feira, 19 de abril de 2011

Muito ou pouco

AVISO: Post a roçar a paneleirice e sem grande interesse.

Há perguntas às quais ninguém foge. Quem nunca teve de responder à pergunta "gostas mais da mamã ou do papá?"* que levante o braço! E num determinado momento da nossa vida, olhámos para os nossos pais e quisemos saber toda a verdade: afinal de contas, gostam mais de mim ou do mano?
Há pouco, o Tiago perguntou-me se gostava dele.
- Muito ou pouco?
- Muito, filho.
- E do Pedro, gostas?
- Gosto.
- Muito ou pouco?
- Muito.

Voltou à carga.
- Do Tiago, gostas muito?
- Gosto. Gosto muito. E do Pedro também gosto muito.
Pronto. Ficou satisfeito e calou-se.

Eu permaneci calada mas a pensar. Amo os meus filhos com a mesma intensidade mas de maneiras diferentes. Amo o Tiago de uma maneira ávida, que chega a doer e que não é muito saudável, emocionalmente saudável. Amo o Pedro de uma maneira mais tranquila, mais pura e mais saudável. Não consigo explicar melhor. É mais uma coisa que se sente do que se (d)escreve. Ou talvez não, mas eu não tenho grande jeito com as palavras.
Amo um pela sua meiguice. Amo outro pela sua força. Amo um pela sua perseverança. Amo outro pela sua ingenuidade. Amo um por ser crescido. Amo outro por ser bebé. Amo um por dizer "quero o teu sinal". Amo outro por encostar a cabeça ao meu ombro and so on...
[Eu avisei-vos que este post era de uma paneleirice pegada...]
Desta forma, constato que a minha mãe (como quase todas as mães) não me disse toda a verdade quando a confrontei com a minha pergunta. "Gosto de ti da mesma forma que o teu mano" é politicamente correcto mas não corresponde à verdade. Quando chegar a minha vez? Hei-de dizer exactamente a mesma coisa e acrescentar mais qualquer coisa como "tenho um coração grande onde cabem os dois". Gosto de paneleirices e floreado... . Si, hei-de dizer uma coisa dessas, sem detalhes, pormenores e afins. Complicam demasiado os relacionamentos.

* A gralha sabe a resposta e ousou dizer aquilo que muitos pensam!

Apelo

AQUI.

Surpresa

Encontrámos uma mochila que continha uma carteira, dinheiro, chaves e uma garrafa de água. Fui entregá-la à PSP*. Às 16h00, recebo um telefonema do rapaz , dono dos pertences. Ligou-me para me agradecer. Ficou, dizia ele, muito surpreendido por alguém se ter dado a esse trabalho, sobretudo nos dias que correm. Voltou a agradecer e desligou. Não tive tempo de lhe dizer que eu também estava grata e surpreendida pelo telefonema, pois nos dias de hoje, é raro alguém se dar a esse trabalho.
[ Ou não, e estamos todos a pensar mal a nossa sociedade..]


* O Tiago estava todo excitado por ir à PSP. Sentou-se à frente do polícia à espera. No fim da conversa, o senhor agente olha para ele e pergunta-lhe "Queres ficar cá?". O Tiago, assustado, respondeu logo " Não, não, hoje portei-me bem", levantou-se em menos de nada e direcção porta! Mega riso na esquadra!

domingo, 17 de abril de 2011

Parque da Costa

Estivemos naquilo que achamos ser o melhor parque infantil. Deviam ser todos assim. Tudo é de madeira e há inúmeras coisas: barcos de pirata, rappel, escalada, escorregas, carros e comboios, colchões elásticos, etc. O Tiago e o Pedro gostaram muito. Nós também.





Representações e afins V

Os primeiros ensaios foram complicados. Depois conseguiu escrever assim. Tinha de ter sempre um modelo. O A e o G deram luta.


Decidimos treinar. Ele achou, claro, uma seca.


O G está tão perfeito! Foi feito por mim!



Há uns tempos que escreve assim, sem modelos. Começa por uma letra qualquer, da esquerda para a direita, ou vice-versa. Também já aconteceu escrever de cima para baixo, ou vice-versa. Por vezes, o A está de pernas para o ar.

Ontem, na praia, agarrou numa cana e escreveu "iotag" na areia.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

domingo, 10 de abril de 2011

Leituras

Ao ler o livro "A mãe e Eu", o Tiago insurge-se com uma das ilustrações.
-Isso não é uma mamã! Tem óculos. É uma vovó.


- ...e o Pinóquio começou a dizer mentiras e o nariz dele ficou cada vez maior.
[pausa minha]
- Estás a ver Tiago, não podemos dizer mentiras porque é muito feio e porque o nosso nariz fica grande.
Tiago olha para mim e diz-me:
- Tu dizes mentiras. Tens um nariz grande!
[amo o meu filho!]

quarta-feira, 30 de março de 2011

Do segundo dia no infantário

Já não me lembrava o quanto custa virar as costas a um filho que estende os braços para nós, a berrar. Até corta a respiração. Há coisa mais contra-natura do que isso? Chega a doer e disso não me lembrava mesmo (ou eu é que pensava que à segunda vez era mais fácil...).

Sei que é uma fase e blá, blá, blá, mas é tão fodido!


Das estatísticas do blogger

Há uma pessoa que veia cá parar através da seguinte palavra-chave "emagrecer com papa cerelac"! Hein?

A sério? Alguém acredita nesse mito?!

[queriam!]

terça-feira, 29 de março de 2011

O Pedro teve o seu primeiro dia na creche e...

passou a tarde e a noite com febre e a vomitar.

Coincidência? Psicossomático? Consequência?

[só lá esteve 2 horas! 2 horas, bolas]

segunda-feira, 28 de março de 2011

1º dia na creche

O Pedro teve o seu primeiro dia de adaptação na creche. Deixei-o lá com o mano (que prometeu ficar sempre com ele). Ele foi para uma outra sala de livre e espontânea vontade e sentou-se a brincar com uns brinquedos. O Tiago ficou com ele a brincar. Aproveitei para me vir embora. Sei que desatou a chorar quando não me viu.
O Tiago foi um pouco para sala dele. (Coitadinho do rapaz que com 3 anos já tem a responsabilidade de tranquilizar o irmão...).
Liguei às 9h30 e disseram-me que estava triste. Às 10h30, a avó foi buscá-los.
Amanhã há mais.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Pré-escolar e dúvidas

Hoje fui buscar os impressos para inscrever o Tiago no oficial. Não sei se terá vaga, nem sei se quero que ele tenha vaga. Se por um lado me seduz o ensino gratuito (jardim de infância), ainda mais agora que vou duplicar a mensalidade com a entrada já na segunda-feira do meu Pedrinho, por outro, custa-me muito (muito mesmo) tirar o Tiago do local onde está há algum tempo e separá-lo do mano.
Vamos, por agora, deixar correr e inscrevê-lo e logo se vê.

Nota1: os jardins de infância públicos fecham às 15h00! Que parvoíce! Teremos de recorrer ao ATL público que fecha às 17h00!

Nota2: fui buscar os impressos a uma escola pública (2+3). Há anos que não entrava numa escola pública. E agora sei que vou parecer uma mete-nojo, mas fiquei tão apavorada com a escola pública e sobretudo com o ar dela. Parecendo ainda mais mete-nojo, pensei cá para mim "é isso que quero para os meus filhos? Ui...medo!" Mais ainda quando entrei na escola sem ninguém me perguntar nada ou quando ouvi uma auxiliar dizer "temos de chamar a PSP" . Medo, muito medo! Eu sei, há escolas e escolas...mas é defeito de profissão: eu no meu colégio super bem estou muito mal habituada...
(sim, até a mim, a conversa enjoa...)

terça-feira, 22 de março de 2011

Qual é a quantidade de leite que o seu bebé bebe?

100 ml de leite.
150 ml se for com papa cerelac.
170 ml (a loucura!) se for com mel.

Acham normal? Eu também não...

sexta-feira, 18 de março de 2011

O piaçaba: a paixão do Pedro

No outro dia, o pai entrou na casa de banho e lá estava o puto com o dito na boca. Literalmente. Quando ele me contou, precisei de um BLOQUEIO DE IMAGEM!

Há pouco, entra-me ele na cozinha, com o dito na mão. O rapaz ficou todo a cheirar a lixívia.
( Mais vale a lixívia, pensarão alguns, do que a outra coisa...)

quinta-feira, 17 de março de 2011

Pergunta

Quando é que se deve dizer ao avô que já chega de tantos gritos com o neto? Quando é que se diz "basta"? Até onde é que os gritos / raspanetes do avô podem ser tolerados? Há um limite?

domingo, 13 de março de 2011

12 de Março

Tal como 200 mil pessoas, fizemos da Av. da Liberdade a nossa rua. Foi a primeira manifestação do Pedro que estava super atento a olhar para tudo e todos. O Tiago, como sempre, esteve a dormir e nem a música o acordou. Fomos porque queremos um Portugal melhor e sobretudo para os que estão lá em cima saibam que estamos fartos e queremos mais e melhor. Este post diz muito do que penso.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Recomendo!

Gosto muito deste blog e este post é muito bom. Leiam, leiam!

terça-feira, 8 de março de 2011

Caranaval

Ele quis mascarar-se de várias coisas. Mas, vá, digamos que as escolhas dele não eram as mais apropriadas. A última escolha foi a mais consensual: Peter Pan, com espada e tudo.

Anda cá em casa vestido a Peter Pan porque cá na Terra, para além de não estar ninguém nas ruas, está um frio do catano, um ar gélido da serra a entrar-nos pelo corpo adentro.

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Decisões

Dia 1 de Abril, o Pedro deixa o conforto da avó e vai para a creche.
Ai...

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Ainda sobre a amamentação - post mesmo à babyblog (ai que seca!)

Recebi este selo. Diz a Rita, no blog dela, "...vou também passá-lo a 5 blogs que sei que apoiam a 100% o aleitamento materno, porque lutaram e porque escolheram como primeira opção este alimento essencial para os seus filhotes.

Mais do que passar o selo, este post serve para as homenagear, porque é delas que me lembro sempre que penso nos casos de sucesso relacionados com a amamentação. " Quando se refere a minha pessoa, diz "porque passou por uma grande provação, quando viu o seu filhote a aumentar mal de peso e mesmo assim insistiu na maminha, o rapaz é elegante e ponto final."

Há dias em que me pergunto se fiz bem, se não fui demasiado teimosa ou, segundo muitos, fundamentalista. Será que o Pedro, hoje, teria mais peso se tivesse optado pelo LA? E depois, há outros, muitos outros, em que acho que fiz bem, que fiz muito bem porque lhe dei o melhor e como diz a Rita, o puto é elegante e mais nada! Sim, é verdade, descobri que sou de facto 100 % amamentação.

Segundo as regras, teria de passar a 5 blogs - com respectivo link (eu não vou fazer porque estou com preguiça) - que apoiam o leite materno. Acho que todas apoiam o leite materno. Umas conseguem, outras não mas nunca é uma questão de desistir, é mais uma questão de saber o que é melhor para todos. E verdade seja dita, amamentar, apesar de ser uma coisa maravilhosa, é difícil e cansativo.

Dito isso, passo o selo para a Mary porque foi super valente nessa questão e escreveu um texto sobre amamentação que me deixou maravilhada; para a Mme Pirulitos, que batalhou muito ao mesmo tempo do que eu nesta aventura e com quem trocava dicas; ,para a Cáti, minha amiga do peito, que se deliciou a amamentar o V.; para a Gaivota que escreveu um belo texto sobre o tema no dia que deixou de amamentar e que o acompanhou de uma foto da cadeira onde o dava mama ao T. e para a Ana da PNT .

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Representações e afins IV


Nós - o primeiro desenho com os 4 juntos


- O que é isso?
- É uma coisa
(Ah! então assim 'tá bem!)


1º desenho do Pedro e a sua mão



"Mamã com três bebés na barriga"
(hein? What the...?!)

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Como é ser mãe de dois filhos?

Um ano depois, aqui estou eu com a mesma lengalenga. Volto a responder porque o mais difícil já passou, porque as hormonas acalmaram e porque "a experiência é a madre das cousas".

É cansativo. É ficar com uma lágrima nos olhos quando os vejo a brincar juntos. É querer estar a 100% com os dois. É saber que é impossível estar a 100% com os dois. É, por vezes, dar mais atenção ao mais velho. É, por vezes, dar mais atenção ao mais novo. É dormir com mais gente na cama. É ter o meu mundo, ali, neles. É ver o nosso amor multiplicar-se. É comer em 5 minutos. É ter a casa sempre desarrumada. É não ter tempo para mim. É não saber gerir o tempo. É tomar banho a três. É "palmas, palmas, eeeeh". É brincar às escondidas com o mais velho e ter o mais novo sempre ao colo. É ouvi-los rir e sentir um conforto cá dentro. É dizer mais vezes "foda-se". É perceber que ter dois filhos é melhor do que só ter um. É querer que eles sejam sempre unha e carne. É stressar muito. É dormir mal e pouco. É não ter vida social. É dar valor aos pequenos gestos entre eles. É tentar dar a mesma atenção aos dois. É abraçar um e logo de seguida abraçar o outro. É uma aventura difícil. É uma aventura avassaladora.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Final perfeito

Jantar bem amanhado*. Jantar sem birras. Jantar com música. Jantar com demasiada música. Jantar com xilofone e harmónica. Jantar com dança. Serão com aviões. Serão com beijinhos. Serão com pulos na cama. Serão com cócegas. Serão com risos. Serão com gargalhadas. Serão com xis. Serões com "palmas, palmas, eeeeh!". Serão com apertos. Final perfeito.


*Descobri a pólvora, ou como quem diz, assar peixe em papelote. Fácil e delicioso.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Consulta dos 12 meses e meio do Pedro

A médica escreveu na caderneta dele "excelente desenvolvimento mas trinca-espinhas."

Peso: 7,690 kg (sem percentil)
Altura: 71 cm (agora também sem percentil)

Por mais que me digam que ele está óptimo, que eu veja que ele está óptimo, a verdade é que estes números chateiam-me. E muito.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Hoje soltei o MacGyver que há dentro de mim

Comprei uns sapatos catitas.
Hoje, quando os estreei, não reparei que me iam f...lixar o pé direito. O percurso estação-trabalho foi penoso. Cheguei e fui directamente à casa de banho tentar resolver o problema. Abri a mala e ... nada, claro! De repente, fez-se luz e saquei de um penso higiénico, cortei-o e coloquei-o na parte de trás do pé, i.e., no calcanhar. Um penso higiénico é uma coisa tão suave que impediu que o sapato roçasse na pele... E tudo feito sem canivete suíço, claro.
E giros que são os sapatos!

Roda cá em casa

Com Branca de Neve, o Tiago assistiu ao seu primeiro filme de terror. A primeira vez que o viu, assustou-se imenso com a fuga da princesa pela floresta e com a transformação da Rainha em bruxa má. Agora, depois de mil e uma visualizações, ainda fica impressionado.

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Daqui, da net

Encontrei-me num fórum... eh pá, sou citada e comentada!

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Um dia vou correr. Hoje é o dia.

Há já algum tempo que queria correr. Cada vez mais me apetecia e por várias razões.

A minha cozinha dá para um jardim / pista onde diariamente se vê muita gente a correr. No início, isto é, há uns anos atrás, achava uma parvoíce correr e pior ainda ver pessoas a correr às 7h00 enquanto tomava o pequeno-almoço. Aos poucos, fui admirando essas pessoas pela força de vontade e pela energia que tinham. Depois, passei a invejá-los, pois eu queria mexer-me mas não tinha vontade de correr, pois as correrias do dia a dia já me bastavam. E de repente, se calhar influenciada pelos gordos do Biggest Loser ou se calhar influenciada por várias pessoas na blogosfera, apeteceu-me correr. Apeteceu-me muito correr. E cada vez mais. No início, não ousei porque não tinha companhia, depois porque não sabia se tinha coragem ou força para o fazer, depois porque não tinha equipamento adequado. Depois, deixei-me de me...de desculpas e decidi que hoje ia correr.
E fui. Gostei. Senti-me a maior por várias razões: consegui ir sozinha, aguentei mais do que pensava e...nem sei, tentei superar-me. Algumas vez consegui, muito a custo e a pensar que me saía um pulmão a qualquer momento, outras não, em que tive de andar porque as dores nas pernas tornaram-se insuportáveis.
Logo no início, corri 4 minutos seguidos e andei 2. Fiz essa sequência 3 ou 4 vezes. Por duas vezes, tentei correr 5 minutos seguidos. Consegui apenas uma. Ainda assim, estou contente.
Amanhã há mais.

Só mais uma nota: várias pessoas, todas elas com idade para serem meus pais, passaram por mim n. vezes e houve um senhor na casa dos 60 anos, com calções azuis a anos 80, curtinhos e com faixa branca, que me perguntou se queria companhia e ajuda para correr. Reparem: o senhor corria e falava! Eu lá consegui proferir umas palavras, qualquer coisa como "não, sou muito lenta". O senhor piscou-me o olho e continuou a correr. Algum tempo depois, passou por mim e perguntou-me se estava bem. Um fixe!

domingo, 30 de janeiro de 2011

Simplicidade

Para o meu Tiago, o mundo divide-se em dois: os maus e os outros. Tão simples, tão genuíno.

Pronto, começou a dizer coisas feias...

"Isso é uma me'da! Não dá!"

[Referindo-se ao um camião que não aguenta o peso de alguns carrinhos em cima.
Brinquedos merdosos, é o que vos digo!]

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

21 Janeiro 2010

1 ano de ti meu querido filho. Parabéns Pedro.
Amo-te.


quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Tive uma crise

O puto encontrou uma harmónica que estava perdida pelo escritório. Sabem o quanto é irritante um puto assoprar numa coisa daquelas? SABEM?
Pois eu sei! E deu-me uma coisa cá dentro, ui, qu'a nervos! Tirei-lhe aquilo à bruta e atirei-o para o chão. Ah! e disse coisas e mais coisas.

Conclusão da história: ele foi buscar o instrumento do demo e voltou a fazer barulho com aquilo.

Ai! Estamos tão fodidos!

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Francês

Há uns tempos, o Miguel ensinou o Tiago a cena do "Je t'aime" ao qual ele respondia "moi aussi". O puto atinou logo com a pronúncia, mesmo muito bem. Durante uns dias, era um orgulho ouvir o pai dizer-lhe "je t'aime" e ele responder tão prontamente "moi aussi".
Acontece que a coisa é muito bonita, sim senhor, mas caiu no esquecimento.
Passado algum tempo, o pai lembrou-se e disse-lhe "je t'aime". Ele, hesitante, respondeu:
- Mmm...melancia!

domingo, 16 de janeiro de 2011

Tiago e as coisas de gajas

O Pedro estava com um tampão na boca e o Tiago diz-lhe: "Pedro, isso não é para a boca, é para o pipi."

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Do final dos dias

A minha casa, esse lindo manicómio.

Post com tema recorrente

Não vou falar de maminha, nem de percentil.
Então, o que sobra? O dormir.

Só para que fique registado que o Pedro já não se deita na cama dele há mais de 2 meses. Só dorme na nossa cama. (a cama dele dá jeito para pendurar a nossa roupa!)

O Tiago dorme também na nossa cama. Na maioria das vezes, adormece sozinho na cama dele mas por voltas das 2h/3h00 da manhã, passa para a nossa. Argumenta ele que "quando for mais grande, faço ó-ó na minha cama. Agora, durmo na cama da mamã. Não quero dormir sozinho. Fico triste." Por vezes acrescenta que quando o mano dormir no quarto com ele, que ele fica lá. O pior é que o Pedro não fica.

Hoje, estava eu a adormecer o Pedro. o Tiago apareceu por lá e deitou-se ao nosso lado. O Pedro a resistir, eu já fartinha daquilo e oiço o Tiago a dizer-lhe "Ped'oquinhas, agora nao é para brincar. É para fazer ó-ó. " Deu-me paciência para mais 10 minutos.

[Não me queixo. Apenas registo. Adoro dormir com os meus filhos. Acho que o Tiago tem razão: vai ter muito tempo para dormir longe de nós.]

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Post à la frases Nicola

Um dia vou correr!

Saldos

Admiro muito, mas muito mesmo, as pessoas (aka Sofia e tantas outras) que conseguem comprar coisas fixes nos saldos. A sério! Eu não consigo encontrar nada de jeito e não tenho a mínima paciência para tanta gente nas lojas.

domingo, 2 de janeiro de 2011

Da net

Eu ia apenas escrever um post que dizia "O Pedro range os dentes! Que barulho irritante".

Mas antes disso, dei por mim a googlar "ranger os dentes". Descobri então uns sites que dizem coisas como "o ranger dos dentes ou bruxismo é uma boa indicação de que algo não está bem e que precisa de ser corrigido. O ranger dos dentes normalmente é uma boa indicação de que a pessoa ou criança está sujeita a uma pressão mental ou emocional demasiado forte, a qual pode provir de problemas emocionais ou de problemas físicos."

Agora, tenho vontade de escrever " badamerda mais o excesso de informação!"



(obviamente que não estou ralada com isso...)