quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Dos anos do Pedro - parte 1

Está a passar a manhã no Hospital Estefânia, cheio de pessoas, de crianças de maus cheiros e de muito calor e humidade por causa de uma consulta de cirurgia - Urologia.
Pontaria, pá!

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Trabalho de investigação

Para EM, têm de fazer um trabalho sobre o lugar onde um familiar nasceu. Têm de falar sobre várias coisas e ilustrar com imagens.
Lembrou-se da prima da Moldávia e sente-se importantes porque acha que é o único que vai apresentar um país onde se fala russo e romeno.
Escolheu a cartolina e as imagens. Fez a investigação e decidiu o que escrever.
Está super super entusiasmado. A Moldávia não tem segredos para ele!
(E na sexta, vamos a uma loja de comida se leste comprar uns bolos quaisquer de lá para ele dar a provar aos colegas!)

...porque amanhã (já) faz seis anos...

"Mamã, hoje é a última vez que tenho 5 anos. Depois nunca mais vou ter para sempre 5 anos!" 


segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Tella, a sopeira organizada ou a corredora que está a panicar com a próxima prova porque ainda não fez treinos a sério

São 18h20.
Saí às 17h00. Cheguei a casa e agarrei-me aos tachos. Já tenho dois jantares feitos: um vegan e outro de carne.
O pai cá de casa há de chegar às 18h45 e eu vou logo correr.
Há dias em que fico espantada comigo própria.

(Os miúdos já passaram o aspirador na sala e no corredor.)

Sobre as minhas ansiedades

Depois de falar sobre corridas, provas e treinos muito fraquinhos com a Carolina, fiquei ansiosa(e chata e com neura!). Partilhava esse receio com os homens de lá de casa. "...Mas não ando a correr nada", "...fiz 5 km quase a cair pró lado", "...dentro de 10 dias, tenho uma prova, UM TRAIL de 17 km e blá blá blá". Depois desse queixume todo, lá veio a pergunta "E se não conseguir? É que não vou ter pernas nem pulmões pá!".

Se calhar já farto de me ouvir ou se calhar porque me ouve dizer precisamente o contrário, o meu Tiago respondeu-me com as minhas palavras. "Mas tu tens de pensar que consegues para conseguir. E não podes desistir. Vais e consegues!". 
Calei-me. 
No dia seguinte, acordei cedo e fui correr com mais vontade a pensar que hei de ir e conseguir nem que demore 1 dia a fazer os 17km . 

Fazer conchinha*

Vim deitar-me e encontrei-o na nossa cama. Deitei-me. A dormir, abraçou-me e está a fazer agora conchinha comigo. O abraço dele já é forte e faz conchinha como os grandes. 
Momento delicioso.


* A fazer conchinha em bebé... (e o tempo que não pára!)

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

David Bowie

Hoje, mostrei ao Tiago umas músicas do David Bowie. Ao ouvir o Let's dance, diz "gosto mas prefiro os D.A.M.A. e o Agir. Ouve lá agora as minhas músicas"

Estamos a falhar, eu sei.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

O melhor e o pior de 2015

Quem me conhece, sabe que nos últimos dias do ano, faço esta pergunta às pessoas que me rodeiam.
Este ano, pela primeira vez, também quis saber a resposta dos meus filhos.
Para o Tiago, o pior de 2015 foram os testes de inglês e o melhor foi a chegada do James à nossa casa.
Para o Pedro, o pior foi ter sido atacado pelo cão e o melhor foi o Natal.