quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

conversas

PEDRO: Aí mamã,  o XX da minha sala disse um palavrão! Posso dizer qual é?
MÃE : Claro que não podes.
TIAGO: E ele pode dizer-me ao ouvido?
MÃE : Claro que não pode!
(Silêncio)
PEDRO a falar o mais rápido possível: O XX disse aquela coisa que sai do rabo!

E antes que eu pudesse dizer qualquer coisa, o irmão perguntou-lhe : " A sério,  ele disse cocó?"
Chocado, o Pedro respondeu que sim e disse super rápido "Mamã,  o mano disse um palavrão! "

E é  isso.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Oh happy days!

No Carnaval, fomos ver o D.Pedro e a sua Inês de Castro. Eles gostaram mas acho que estavam à espera de ver o esqueleto da Inês com uma coroa na cabeça por causa do livro que têm e que narra a história /lenda do beija - mão à  rainha morta. A realidade por vezes desilude e faz perder o encanto da Historia.
Fomos também ao Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota. Foi simplesmente fantástico e recomendo toda a gente a lá ir. Tivemos a sorte de apanhar uma visita guiada 5 estrelas e o filme final consegue uma coisa maravilhosa. Conseguem transmitir um sentimento que nunca tinha sentido:o orgulho de ser portuguesa. Ali, o herói é o Nuno Álvares Pereira  (aliás,  o Tiago disse que gostava de se mascarar dele...embrulha spider man e afins!) mas a parte final,  com citação dos Lusíadas e de Fernão Lopes, faz-nos sentir grandes. Emocionei-me. O Tiago delirou e o Pedro também,  embora tivesse que lhe dizer quem eram os bons e os maus muitas vezes!
Ainda fomos ver mais umas coisas, tais como umas grutas, o Mosteiro da Batalha e o castelo de Porto Mós.
Todas estas visitas trouxeram um problema ao meu Tiago. Dizia ele que estava indeciso, pois caso a professora lhes pedisse para fazer um desenho sobre as férias do Carnaval, ele não sabia o que escolher...Estava indeciso porque tinha gostado de tudo! 

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Há um poeta em todos nós

Mostrei-lhe este poema da Luísa Ducla Soares. Adorou-o. Levou-o para a escola e leu-o à turma.
Hoje quis dar-lhe continuação! :)

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Trabalho do Pedro

Quis ir ao site das tartarugas ninjas para copiar os nomes dele. (e ao contrário do irmão nessa idade,não escreve ao contrário nem em espelho).

Adenda ao post anterior: corrigir testes nunca foi uma tarefa solitária

E depois ela também quer estar connosco. (Há um escritório vá em casa mas não cabemos lá todos)

Ver testes nunca foi um ato solitário...

Infelizmente...

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Mensagens

O Pedro não a quis comer durante algum tempo porque não queria rasgar a mensagem. (que conseguiu ler! )

domingo, 8 de fevereiro de 2015

O livro de janeiro 2015 é do Tiago!

Começou agora o volume 2 do Diário do Banana. Espero que mantenha para sempre essa vontade de ler.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

A primeira história do Pedro - para mais tarde recordar

Contei uma história e eles quiseram outra. Recusei. O Pedro perguntou-me se podia contar uma.
Estávamos os três na cama (pai fora), de luz apagada.

"Era uma vez uma menina. Chamava-se Tella. Foi passear eeeeeeeeeeee os pais não queriam que ela fosse eeeeeeeeeeeee ela estava perto de um rio eeeeeeeeeeeee caiu uma estrela do céu. Ela queria colocar (disse mesmo colocar) a estrela no céu mas este era muito alto eeeeeeee guardou a estrela para sempre."

(os eeeeeeeee foram pausas muito longas!)

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Hoje, estuda-se inglês!

Repor a verdade

No post anterior, afirmei ter 34 anos. A Carolina alertou-me e eu nem percebi o seu "are ou sure ?". Tive dúvidas. Conferi com o pai cá de casa. "Tenho 34 ou 36 anos?".
Antes de perceber que estou em negação (ou senil), revi os meus 33 e 34 anos num ápice... Ui...que anos tão... pufff...difíceis, perdidos, lixados, fodidos and so on.

Bolas, que bom ter sobrevivido a eles e ter 36 anos !(outch!)