domingo, 30 de agosto de 2009

originalidade

É o leme do novo título do blog!

(a apaneleirar com a barrinha do bebé)

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Susto e novidade

Tive de ir às urgências de obstetrícia do HGO porque tive algumas perdas de sangue. Na semana passada, tive um corrimento acastanhado mas não lhe dei importância. Mas hoje, assustei-me quando vi sangue no papel higiénico e nas cuecas. Esperei 15 minutos e havia mais sangue. Por acaso, os meus pais e o meu irmão estavam em casa e ficaram com o Tiago e o meu mano foi comigo ao hospital onde o Miguel foi lá ter.
Nada de preocupante, disseram eles. Estou de vigilância, de repouso e de abstinência sexual.
No meio disso tudo, tive de fazer algumas ecografias e já sei o sexo do me bebé: it's a boy!

Mas que susto tão grande que apanhei. Pensei no pior. Espero que continue tudo a correr bem.

amigo da mamã

O meu filho é tão fixe, mas tão fixe que na minha última semana de férias, acorda (e eu também) entre as 10h45 e as 11h00. É verdade que ainda acorda às 4h ou às 5h para beber leite mas como ele adormece logo de seguida, não há problema.

(deito-o às 21h30 e adormece 30 minutos depois)

Do pseudo-desfralde

Não, não há desfralde. Acho-o ainda muito novinho e sem perceber muito bem como funciona a coisa. De qualquer maneira, quero que fique registado que:

- sempre que pode e consegue, arranca a fralda e fica nu da cintura para baixo;

- chama por mim, diz "coco" ou "xixi" e quer sentar-se no redutor da casa de banho onde não faz nada a não ser tirar papel higiénico e limpar a parte de baixo, tal como vê a mãe fazer! Um must!

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Impasse

É como estamos na escolha do nome masculino para o nosso bebé. Ele quer Pedro ou Vasco, eu alinho mais no João. Estranhamente, os possíveis nomes que competiram com o Tiago (Simão e Manuel) não estão na lista desta vez!
Se for menina, é Inês.

Das férias

- O convívio com os amigos e sobretudo com a família despertou no Tiago a simpatia e a socialização. O rapaz era pouco dado às brincadeiras/conversas com terceiros mas o facto de estar sempre com outras pessoas transformou-o para melhor. Pode ser que agora, na creche, tudo seja mais fácil e que ele se relacione melhor com o pessoal de lá.

- Muito se caminhou nas férias: na ilha, tudo é feito a pé; na terra, há sempre grandes passeios pelos campos ou a voltinha, em família, depois do jantar.

- Sentir o meu bebé cá dentro muito ao de leve mas com a certeza que era ele e não gases como acontecia com o Tiago!

- Muito descanso e pouca vontade para voltar à rotina.


segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Já voltámos

(mas não queríamos)

domingo, 16 de agosto de 2009

O que mais se ouve na Terra

"É uma menina agora". Haja paciência! Quando lhe digo que prefiro outro rapaz, oiço sempre "mas olhe que um casalinho é tão bonito!"
Não há voltas a dar! O pessoal está todo pré-formatado!

Que fique registado

que no Domingo da festa, cá na terra, o Tiago deliciou-se com arroz a cabidela com moelas e borrego e assim!

Peurk! Que nojo!!!

e nestas férias, foi tudo por água abaixo

Sempre me preocupei com a alimentação do meu filho. Iogurte depois da refeição não pode ser porque o cálcio evita a absorção do ferro, cozer primeiro os legumes que demoram mais tempo e introduzir gradualmente os outros. Faço questão que seja sempre sopa, prato e fruta e doces, nem pensar, vá, uma bolacha Maria e nunca depois das 18h00. Sempre fiz questão em dizer que o meu filho nunca, mas nunca iria comer um gelado antes dos 2 anos nem ia comer porcarias...
A verdade é que eu já deveria ter idade para saber que nunca se diz nunca e que muito menos se enche a boca para dizer coisas que dizem respeito a terceiros, neste caso, ao Tiago.
No outro dia, um primo comprou um mini milk ao filho às 11h00. O meu ficou cego e quis. Tentei resistir mas o meu primo foi lá e comprou-lhe um. Eu própria ia fazer a mesma coisa porque o Tiago não largava o D. E assim, o meu filho comeu o seu primeiro gelado às 11h00 e chorou quando acabou! Dias depois, outros primos resolveram comprar aos filhos pipocas cheias de açúcar e colorantes. Eles não paravam de dar aquelas porcarias ao Tiago que comia como se não comesse há anos... E há a tia que faz bolos que "têm pouco acúcar" ou o" bolo que é caseiro" ou a bisavó que lhe dá só porcarias porque "o que é doce nunca amargou" ou porque "deixa estar o teu filho coitadinho a comer o que quer".
É difícil estar longe dos doces e afins, é difícil dizer que não porque é caca e faz doi-doi ao bebé. O bebé não percebe e quer comer precisamente aquilo.
Ficarmos longe do mundo parece-me ser uma solução mas duvido que consiga (e queira) fazê-lo. Temos de encontrar um meio termo mas parece-me que temos primeiro que educar os grandes e depois passar aos pequenos...

domingo, 9 de agosto de 2009

Apontamento sobre as férias que ainda decorrem

- O local escolhido é simplesmente genial. A Ilha de Armona é ainda um paraíso natural onde não há confusão, não há carros, não há quase nada a não ser praia e sossego. Ideal para quem tem uma criança!

- Agora, deu-me para ficar assada entre as pernas... só me faltava mais esta...

- A praia abre (ainda mais) o apetite ao meu filho.

- Gosto deste novo ritmo: praia de manhã, sesta à tarde e novamente praia. Para descansa, não há melhor.

- A casa alugada tem apenas um contra (que se estende a muitas casas da ilha): nem sempre há água entre as 19h e as 21h. O meu Mac Gyver cá de casa inventou um choveiro de água quente que é qualquer coisa de fantástico!