quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Livro do mês


Pensei "vou ler um clássico!". Tenho com cada ideia senhoras! 
Escolhi La Religieuse de Diderot. Ui...que linguagem tão hermética, que tempos verbais tão do tempo da nossa senhora...Foi difícil de ler...uff... Não me meto tão cedo num clássico francês do século 18. Promis juré!

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Lembram-se deste episódio?

Logo de seguida, fui ao médico. Mandou fazer exames e apalpou-me uma coisa na mama. Tive de fazer mais exames.

Saí do consultório preocupada com a mama. Já nem me lembrava das quantidades anormais de sangue durante o período. Fiz uma ecografia mamária. Nada de grave. Uns quistos que têm de ser vigiados de 6 em 6 meses. Mas numa outra ecografia, encontraram um nódulo no útero, já bem grande, e outro no ovário esquerdo. Disseram-me para marcar rapidamente uma consulta com a médica. Assim fiz.
 Não me alarmou mas ficou preocupada.Tínhamos de fazer um tratamento, retomar a pílula (que não tomava há mais de 7 anos) e depois, fazer novamente uma ecografia. 
Depois disso, tive hemorragias de sangue durante 30 dias seguidos. A minha cabeça, bastante negativa no que diz respeito às doenças e rodeada, infelizmente de casos tristes, pensou o pior. O segundo mês foi melhor. No terceiro, voltaram as hemorragias, embora poucas. 
Na semana passada, fui à médica. Antes de me ver e ouvindo o relato desses 3 meses, já falava em operação, em sistema de saúde, em HGO ou Alfredo da Costa. 
Analisou-me e estava clean. Nada. Tinha desaparecido tudo. Ela até disse "estou tão aliviada!". E eu senhoras, nem imaginam. Respirei fundo. Saí do consultório e apesar da chuva, consegui ver o azul do céu. E foi bom. 

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

E se...

- Ó Pedro, se ganhares o euromilhões, o que vais querer?
- Roupa bonita, cartas dos vi'zimals e bonecos dos vi'zimals !!!

Já sei quem me vai fazer companhia nas compras!!!

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Dos fretes e das secas desta vida pelos nossos filhos.

Troquei a piscina,uma vez por semana, pelo judo, duas vezes por semana.

Falatório

Lembram-se deste episódio?

Fomos à terra neste fim de semana. Ao que parece, ainda se fala do dia em que o meu Tiago foi às compras sozinho. Uma tia do meu marido, a quem não contei o feito do meu rapaz por ser muito stressada com os meninos, veio logo ter comigo. Que foi um falatório, na terra! Quando a D. Fernando lhe contou, ela até ficou sem reação. "Ai o meu rico menino"... Outras pessoas comentaram connosco a ida do Tiago e sempre com aquele ar de "vocês são loucos pá!". 
"A D. Fernando, ainda ontem, me disse que o vosso filho teve muita graça...que é um espertalhão (ahahah) por ir sozinho às compras". O meu filho é o chico-esperto da zona porque foi aviar-se...lol...eu até gostava que ele fosse mais chico-esperto...

Continuo a pensar que estamos cada vez mais a criar uma geração de coninhas e que as gerações mais velhas, que outrora deram muita liberdade aos filhos, ainda são piores. São os que olham para todo o lado e só conseguem ver desgraças ou copos meios vazios. 

domingo, 12 de outubro de 2014

Da Inês

Ele levou-a para a escola e ela passou um mau bocado. As calças não se seguram, um braço está preso por uma linha (literalmente ) e uma das pernas está com muito mau aspecto.
A avó está a tratar dela.
O rapaz ficou triste, arranjei-lhe então um gancho e ele disse logo "está tão bonita a minha Inês".

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Deitar cedo e cedo erguer...

Alterámos a hora do deitar dos miúdos. Deitam-se às 20h50. Contamos a história da praxe e ao mais tardar, às 21h10, estão despachados. 
De manhã, acordam com o despertador ou antes dele e estão frescos e fofos. Não há birras do género "QUERO DORMIR SÓ MAIS 5 MINUUUUTOS!" ou todas as outras que todas as mães conhecem (não quero comer, não quero vestir, não quero lavar os dentes and so on)
Tem corrido tudo tão bem, com tempo e sem cansaço que até me assusta estar a gritar vivas! 

Eu também alterei as minhas noites. Como se deitam mais cedo, temos mias tempo para fazer o que queremos sem os miúdos por perto. Èu que me deitei sempre tão tarde, vou para a cama entre por volta das 23h (ou antes!). Acordar cedo também já não custa tanto.
O pai cá de casa ainda não alterou os seus hábitos, por consequência é, por vezes, a pessoa mais difícil de aturar de manhã...Com o tempo, vai lá! :P

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Livro do mês de setembro

Lido duas vezes para captar melhor todo o ceticismo, o cinzentismo e a pequenez da época grandiosa dos descobrimentos.
Delicioso.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Pois...

Ontem passámos os três em frente à igreja dos Anjos onde estavam pessoas a fumar "cenas".
Tiago: "huummm, cheira bem!"

:/