terça-feira, 31 de março de 2009

Hoje, o Tiago ficou a dormir na casa dos avós. Cheguei tarde (20h) e como amanhã, vai para lá novamente, achámos que era menos cansativo (para todos) ficar lá.
É estranho não o ter em casa.
O Miguel disse-me há pouco que isso nunca mais vai suceder porque o lugar dele é cá. Tem razão.

dormir (outra vez!!!)

Sei que me queixo muito e que me repito ao dizer que tenho um filho que (ainda) não sabe dormir sozinho e que acorda muitas vezes a chamar por mim durante a noite. Sei que é culpa nossa porque não resisto em dormir com ele.
No sábado à tarde, fez uma sesta de hora e meia e acordou. fui buscá-lo e deitei-o no sofa, agarrado a ele. Dormiu mais uma hora. Foi bom. Muito bom.
Repito: sei que me queixo ...blá blá blá...mas há minutos e abraços que me sabem pela vida e que me fazem esquecer que logo à noite, vai ser mais difícil de o adormecer sozinha na cama. Não me interessa o que dizem os livros, o que pensam as pessoas. Interessa-me o que sinto, o que nem consigo pôr em palavras. Dormir com ele assim é ...

O vento que se fez sentir no sábado passou por casa



segunda-feira, 30 de março de 2009

Tanta coisa

Estas duas últimas semanas foram para esquecer, com muito trabalho, a chegar sempre tarde e meia adoentada. Foram dias difíceis de parir.
No meio disto tudo, quis cá vir e relatar coisas sobre ele. Ele está grande, bailarino como nunca (agora rodopia sobre ele próprio e bate palmas ao memso tempo), esperto, carinhoso e malandreco! Derreto-me com o meu filho.
No meio dito tudo, tive no mesmo dia, com 5 horas de intervalo, duas inundações. Lembrei-me, nem sei bem a razão, de tirar o filtro à máquina de lavar roupa. Esqueci-me de o colocar novamente. No dia seguinte, deixei a máquina a programar para lavar durante o dia mas quando lá cheguei, tinha uma inundação na cozinha e pior, a água foi saíndo porta fora e foi descendo até às garagens. Não houve estragos mas tivemos 2 horas e meia a limpar tudo.
À noite, por volta das 22h00, voltei a pôr a máquina a trabalhar. Pensei que o Miguel tinha posto o dito filtro e ele pensou o mesmo. Estava eu a corrigir testes e o miguel no PC, quando um vizinho nos toca à porta. Mal abri a porta, percebi que tínhamos feito asneira...again! Só ouvia a água a pingar pelas escadas do prédio abaixo.
E o ar do vizinho, como quem diz "esses gajos só podem ser parvos!" E com uma certa razão, diga-se!
Foram mais duas horas e tal a limpar tudo!

Ups!

Encontrou-os e passeou-os o dia todo pela casa...






domingo, 22 de março de 2009

A 1ª...


...foi há umas semanas, no BES, onde ele quis não sei o quê e como não lhe dei, deitou-se no chão a chorar. Ups! Deu-me para rir porque foi a primeira e porque teve a sua piada ver um fedelho daqueles a tentar impor a sua vontade. Agora, quando lhe dá forte, faz isso. Manda-se para o chão a chorar muito ou coloca-se de cócoras e dobra-se ao meio a chorar/berrar. Está na fase da afirmação, de testar até onde pode ir. Já não me rio. Deixo chorar e explico-lhe (pelo menos, tento) o que se passa, a razão da recusa. No outro dia, viu o meu estojo na minha pasta que estava aberta e deitou-se no chão a chorar. Estávamos a atravessar a estrada e só dei por mim a levantá-lo por um braço (sujeito a deslocar-lhe qualquer coisa) a levá-lo para o passeio. Percebi o olhar dos outros, o mesmo olhar que tinha antes de ter filhos, que dizia qualquer coisa entre "não tem mão nele!" e "que triste mãe!"

terça-feira, 17 de março de 2009

Depois de um fim de semana em grande, prevê-se uma semana intensa de trabalho



1ª salada

O Tiago comeu a sua primeira salada (de alface e cenoura) a acompanhar batata cozida e dourada grelhada. Gostou e comeu metade do que estava no prato. Na próxima, faço-lhe uma saladinha de tomate.



sábado, 14 de março de 2009

Feitios

O meu filho sai a mãe: não é muito sociável e é pouco risonho para as pessoas que não conhece. Consegue estar com uma pessoa sem fazer uma gracinha ou rir-se.
Não dá confiança a ninguém. Por mais que eu tento e lhe digo coisas, ele olha-me como quem diz "não te esforces porque de mim não arrancas nada de simpatia!"
Mas para nós, para os avós e para os amigos que conhece, derrete-se todo e ri-se muito.

O de sempre: dormir

Por cá, houve mudanças no sono da criança.
Depois de ter falado na creche com a educadora e auxiliar, chegámos a conclusão que o Tiago chorava muito porque tinha sono. Resolvi deitá-lo mais cedo, ou seja, as 20h00. Ajudou imenso. Acorda bem disposto e o feed-back que tenho tido do infantário é positivo. Basta ver como ele está quando o vou buscar! É um alívio vê-lo assim!

A outra mudança tem a ver com o local onde ele dorme. Adormece na cama dele e mantém-se lá a noite toda. Ainda acorda mas já não nos visita de noite!
Foi difícil "convencê-lo" a ficar lá. Foram três ou quatro noites em que dormimos no máximo dos máximos 3 horas. Resistimos ao choro intenso. Íamos de 5 em 5 minutos ao quarto dele para o deitar e dar-lhe um beijo. Confesso que o pai é que teve mais trabalho, pois ele é que se levantou sempre e que esteve com o Tiago. Eu não tinha conseguido. Tinha-o trazido para nossa cama...

Houve uma noite, no entanto, em que fraquejei. O Tiago acordou as 4h00 e as 4h40, deu-me uma vontade tão grande de chorar porque ele não se calava, porque eu estava com sono, e porque tive vontade de lhe bater. É verdade! Até envergonha um pouco assumir isso mas é verdade! O cansaço vence-nos sempre e um pouco antes das 5h00, lá estava ele na nossa cama.


nota: não consigo acentuar as palavras com acento grave...

sexta-feira, 6 de março de 2009

E não é que

o Tiago fez 16 meses no dia 2 e que só nos lembramos uns dias depois...


Conclusão (pelo menos a minha de trazer por casa): os putos são como os namoros. No início, celebramos de mês a mês e depois de algum tempo, de ano a ano...

No meio disto tudo,

estou a tomar Folicil! Ah pois é!!!
Já fui à médica que me deu luz laranja. Dar-me-á luz verde quando chegar o resultado da citologia.

[somos loucos mas queremos mesmo, mesmo, ter mais um filho e queremos mesmo, mesmo que seja para breve]

Semana complicada (mais uma)

Os ataques de tosse (que, por vezes, nem são muito fortes) são terríveis. Fazem-no sempre vomitar. Tivemos uma semana em grande em que ele vomitou quase todos os dias.
Na sexta-feira passada, houve 2º banho às 23h00 e troca de lençóis e esfregona.
No domingo, houve troca de lençóis, à 1h00. Não houve banho mas houve lavagem da bacia.
Na segunda, houve troca de lençóis e banho às 23h30.
Na terça, houve troca de lençóis, passagem de esfregona no quarto e uma quantas toalhitas a passar pelo cabelo dele e pela cara, às 2h00.
Na quarta, houve vómito (pois claro!) e qualquer coisa muito parecido com os dias anteriores, entre a 1h00 e as 2h00.
Na quinta, houve vómito (controlado) com bacia à frente. Só mudámos o pijama dele, às 22h00.
Na sexta, houve... dormir sem vomitar. EhEhEhEh

Como devem calcular, estou preocupada, sem saber o que fazer, stressada com o peso dele (sempre fui muito ansiosa com o percentil baixo dele), cansada, etc, etc, etc.