quarta-feira, 30 de junho de 2010

Mamã

Eu, mãe galinha assumida, confesso que sou uma seca. Das grandes.

Por exemplo, ao dar a papa ao Pedro, dei-lhe uma colher a mais (ah e tal, o puto é magro e tem de comer) e pronto, o rapaz vomitou tudo!
Por exemplo, a tia que quer dar bolachas de chocolate ao Tiago e eu, nem pensar que o rapaz ainda não provou e não há necessidade de provar. Eu que adoro chocolate e que estou sempre a comer.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Nada de novo...

quinta-feira, 24 de junho de 2010

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Procuro

um bumbo baby seat. Alguém tem um que queira vender?

terça-feira, 22 de junho de 2010

Consulta

Continua sem percentil, a 330 gramas do percentil5. Vamos introduzir novo plano alimentar antes de recorrer ao hospital. Ele continua com um óptimo aspecto e com um ar saudável. Mas essa coisa do peso moí-me o juízo.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Do regresso ao trabalho

Saí com uma lagrimazita no canto do olho mas duas horas depois, já estava à caminho de casa. Informaram-me que este ano, não faria parte do secretariado de exames [salvé, salvé, salvé] e esqueceram-se de mim para vigiar os exames da primeira fase [ Levantar as mãos para o céu e dizer "o Senhor é o meu Pastor e nada me faltará"].
Cheguei a tempo de ver o jogo da selecção e de vibrar com o Tiago que só queria gritar golo (houvesse ou não golo) e a repetir que era o Benfica a jogar. (habituou-se às vitórias encarnadas, não há nada a fazer!)

Bem bom!

5 meses


Um doce.

domingo, 20 de junho de 2010

Ai que estou com uma neura

Amanhã dia de trabalho.

Que merda!

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Últimos cartuchos

Estou quase, quase a regressar ao trabalho. Segunda-feira, é para lá estar às 9h55. Ai! Só de pensar, sinto um aperto no peito e as lágrimas a quererem aparecer. Eu que ainda não deixei o Pedro 5 minutos com ninguém desde que ele nasceu...Como vai custar a todos (menos ao pai que fica em licença durante um mês quando eu for trabalhar...).

Tenho vontade de bater o pé como o puto do Filme A Vida é Bela e gritar "non voglio, non voglio, non voglio!"

Custou-me imenso na primeira. Está-me a custar imenso na segunda.
Custa sempre imenso deixar os nossos filhos.

Sei por experiência própria que a rotina (essa malvada) atenua as coisas mas por enquanto, estou assim, a modos que coiso e como tal, não QUERO voltar ao trabalho!

Deixem-me lá aproveitar a 100 % os putos que para a semana...já sabem, né?!

sexta-feira, 11 de junho de 2010

A última do mais velho

Agarrar na pila (ou fazer de contas que agarra nela quando está vestido) e transformá-la numa espécie de arma. Aponta para nós com ela, dando um ligeiro movimento de ancas para a frente, e emite um som entre o tiro, o pum e o xixi!

[só espero que não faça isso na rua com um desconhecido...]

Novo herói


Passa agora em casa, dia sim, dia não!
Ele continua a preferir os clássicos. Não quer nada com Shrek, Madagascar, Nemo, Cars e afins.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Post sem grande interesse

Em cima da futura cama do Pedro, há muita roupa dobrada, roupa que já não lhe serve.
A roupa está à espera que eu me decida.

Guardo a roupa? Mas onde? Na garagem e assumo que poderei ter outro filho dentro de alguns anos ou no roupeiro e assumo que terei outro filho brevemente.
Dou a roupa a quem precisa e assumo que não terei mais filhos?

Estou neste impasse e enquanto não souber o que fazer, deixo-a acumular em cima da cama...

Irmão

Vendo agora os meus dois pequenos deitados na cama a fazerem a sesta, não imagino a vida deles um sem o outro. Apesar de tudo o que é menos bom e que está, irremediavelmente, ligado à maternidade, sei que ter dois filhos é uma coisa fantástica. É melhor do que se ter só um, sobretudo porque eles têm-se um ao outro, garantidamente.
Ter um irmão é uma coisa fabulosa. Cria-se uma relação quase visceral com o mano, pois ele está sempre presente. É um companheiro de uma longa viagem com o qual podemos sempre contar e com o qual podemos ser 100% nós, sem quaisquer artifícios. Eu não concebo a minha vida sem o meu irmão, também ele sangue do meu sangue, também ele meu companheiro sempre presente na minha vida e eu sempre presente na vida dele, sem segredos. Basta uma frase (ou uma não-frase) ou um olhar e sei que qualquer coisa não está bem. Sou o que sou, hoje, porque também tenho um irmão. Creio sinceramente que os meus filhos também não vão idealizar a vida deles sem um irmão, mesmo se tomarem rumos diferente e, quiçá distantes. Acho que é o melhor legado que posso deixar aos meus filhos: um irmão.

O Pedro já está completamente in love pelo Tiago. Segue-o sempre com o olhar. À conta disso, ontem, pela primeira vez, conseguiu virar-se de barriga para baixo. Dobrou-se tanto para ver o mano que rebolou! Ri-se sempre para ele e é o Tiago que consegue melhor distrai-lo. Basta brincar à sua frente que o sr. Pedro se cala!
O Tiago já se fez à ideia que o mano veio para ficar. Já não faz tantas cenas de ciúmes , já lhe dá beijinhos espontaneamente, tenta brincar com ele e já lhe leu uma história! Um momento único no meu coração: encontrar os dois na minha cama e o Tiago, com o meu livro na mão, a fazer de conta que lia a história dos Três Porquinhos ao mano.Uma ternura.

domingo, 6 de junho de 2010

Quem diz a verdade não merece castigo!

Estava na rua com o Tiago quando um vizinho dos meus sogros - senhor bem formado, très BCBG - vem falar connosco. Pergunta ao Tiago se o mano está a dormir e se o pai está na piscina. Responde o Tiago:
- Não, o papá está a fazer cocó!

Eh pá! Eu queria um buraco e a cara do senhor...só visto! LOL
A primeira vergonha que o puto me fez passar!

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Tudo igual

Continua a ser um sem-percentil. Está com 5,500 kg. Só não vai agora para o hospital porque embora seja pouco, o peso dele está em ascensão e porque é um bebé com um bom desenvolvimento motor. No dia 18, dentro de 15 dias, voltamos lá para o pesar. Se não tiver 5,800 kg, é recambiado para o hospital para despistar um eventual problema.
Continuamos com papas e mamas.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Curiosidades

- O Pedro não bolsa. Nunca tinha bolsado até ontem. Nunca me lembrei de comentar isso com a pediatra.

- Desde a introdução de papas, o cocó do Pedro deixou de ter aquele aroma característico do leite materno. O pai confessou-me, há uns meses, que aquele cheiro era assim pr'o agradável.

- Recebi uma chamada em que um senhor perguntava se estava a falar com a Dona Tella! LOL! Senti-me ser uma senhora de 50 anos a fazer croché.

- Amanhã, é dia de pesar o Pedro. O meu olhómetro diz-me que está a engordar e que não vai precisar de ir ao hospital. Espero que ele não esteja enganado. Eu só quero que o meu sem-percentil passe a percentil 5. Não estou a pedir muito, pois não?

terça-feira, 1 de junho de 2010

Dia da criança

O documentário Babies deve ser muito bom e deve celebrar a criança. Ver o trailer aqui.

Férias de verão tratadas

Uf! Foi difícil mas conseguimos encontrar uma casa na Ilha de Armona!
15 dias numa ilha paradisíaca! Yeaah!

Os outros 15 no sítio do costume!