sábado, 28 de maio de 2016

Desabafo de quem acabou de levar um soco na barriga

Ao longo da nossa vida, encontramos pessoas de todo o género.
Afeiçoamo-nos mais a umas do que a outras. Umas ficam na nossa vida uns tempos e depois seguem um rumo diferente. Outras ficam um segundo e queremos mesmo que elas sigam um caminho diferente. E depois há as outras, aquelas pessoas que vão ficando ano após ano. Com estas pessoas, criam-se laços de amizade, como bem sabeis. Tornamo-nos íntimos, próximos, leais. Feliz ou infelizmente, não sei, há poucas pessoas nestas condições na minha vida. São pessoas a quem posso chamar "minhas pessoas".
Uma dessas pessoas já me tinha desiludido há uns tempos mas enfim, perdoei, relativizei e embora dissesse que ela coiso, quis que ela continuasse minha pessoa. Hoje, percebi de uma forma quase dolorosa (e a serio que estou quase a desatar a chorar e que me doí o peito) que essa pessoa também seguiu por outra via, que não foi leal quando o devia ser, nem próxima, nem nada. Até estou com o sentimento horrível que fui usada... Se eu contasse a história toda, alguns iam pensar "mas que cena mais adolescente!". Talvez tenham razão mas para mim, uma das minhas pessoas desapareceu definitivamente e isso, bolas, custa como o caraças.

2 comentários:

Isa disse...

Infelizmente há pessoas que nos conseguem mesmo enganar e que só são amigas enquanto conseguem tirar algum proveito dessa amizade.
Pensa que foi melhor assim!! Dessas pessoas do mesmo distância!!
Beijo em um xi-coração!

sofia disse...

A desilusão é um sentimento esmagador!...