sábado, 23 de maio de 2015

Evolução

A minha prima está grávida. Às 36 semanas,o médico decide provocar-lhe o parto porque o bebé está demasiado grande e ela também, diga-se.
Está tudo marcada. Hora do internamento, doses de comprimidos tomados para ter um parto normal, etc. etc. Tudo planeado.
Então,a minha prima decide criar um grupo no Whatsapp  chamado "nascimento do Gustavo!".
E seguimos um parto quase em direto, com as primeiras contracoes, as informações do médico, a ida para a cesariana depois do colo do útero continuar fechado , o "está quase" à foto da praxe.
A informação era dada pela prima, que esteve sempre bem, e o pai.
Maravilhosa tecnologia (ou não, não sei). Mas achei fantástico estar lá, não estando.

3 comentários:

Isa disse...

Fixe!
Assim permitiu a toda a família estar a par e "em cima" dos acontecimentos! Deve ter sido uma festa!

Raquel Ribeiro disse...

Todos acompanharam, deve ter sido giro! Mas Tb acho que é uma altura de usufruir e de não estar a partilhar a cada minuto que está a acontecer!!!
(Velho de restelo, eu sei!)

mas Tb concluíram que as induções normalmente acabam em cesarianas!!! Foi o que aconteceu com a minha ir,mã e com tantas outras mulheres... Se calhara mais valia ter optado logo por essa opção é evitado tanta medicação e esforço e cansaço!!!

sofia disse...

Aconteceu-me o mesmo com a minha sobrinha e foi fantástico
Foi um quase estar lá e no caso dela que decidiu dar sinal por volta da meia noite, foi uma noite em claro fantástica!
felicidades :)