quinta-feira, 9 de maio de 2013

Hoje

No início do ano letivo, en novembro talvez, falei com a educadora do Tiago. Ela disse-me que ele tinha dificuldades no grafismo, não tinha noção de espaço e dificuldades em trabalhar. Custou-me ouvir aquilo embora concordasse com tudo o que dissesse. 
A partir daí, e conhecendo bem o meu filho, que é muito imaturo e inseguro, pensei em não o inscrever na primária, até porque ele só faz 6 anos em novembro (os colegas dele já têm quase todos 6 anos e ele fez agora 5 anos e meio).O pai nunca concordou comigo. A Carolina, amiga que percebe muito bem da coisa e que também conhece o Tiago, também não concordou comigo. 
Hoje, tive uma reunião com a educadora. Expliquei-lhe as minhas dúvidas.
Ela disse-me que eu estava errada, que nunca poderia fazer isso ao Tiago porque ele tinha progredido imenso. Era um menino sem nenhum problema cognitivo (!), agora muito curioso e interessado que conseguia ficar uma hora e meia sentado na sua mesa e a trabalhar. Interagia bastante, percebendo onde tinha falhado, expondo sempre os seus argumentos nos "debates" que ela promovia através das histórias lidas. Disse-me também, tal como referiram a Carolina e o pai, que seria nefasto reter o miúdo na pré e que ela nunca daria a cara por isso.
Aproveitámos e falámos dos trabalhos dele. Vi o livro dele de escrito, o livro de ditados de imagens, de desenho livre, etc. Foi bom. Em todos os trabalhos, ela explicava-me qual o objetivo. Gosto dela. É uma educadora atenta, rigorosa, que dá atenção ao "brincar" e ao "aprender". Disse cobras e lagartos dos métodos tradicionalistas e informou-me que a minha história dos talheres tinha sido a mais votada pelos alunos da sala e vai representar a sala deles na festa final de ano... E não disse mais nada sobre o assunto. 
Recomendou uma terapia da fala por causa dos -r mal articulados que podem atrapalhar na primária. 
Pronto, coração de mãe fica mais descansado! 

3 comentários:

carolina disse...

AH!!! UFA! Aqui a Carolina também fica muito mais descansada em saber que o Tiago avança!!! Só lha vai fazer bem e vai dar-lhe segurança e elevar-lhe a auto-estima! Ansiosa por vê-lo e contente por sabê-lo em bom caminho!

Isa disse...

As crianças evoluem muito ao longo de um ano. Ele vai ficar contente por poder ir para a escolinha dos "grandes".
Mas mesmo que a educadora achasse que lhe fazia melhor ficar mais um ano, isso não queria dizer nada. Há crianças que são muito imaturas e precisam mesmo de mais um tempinho antes de entrarem para a escola.
Beijocas

Raquel Ribeiro disse...

:-) que bom!
A educadora do meu tb falou com os pais de todos os meninos condicionais e deu-lhes a sua opinião!
Apesar do meu ser de 17/9 ela disse-me que nunca o viu como condicional e isso descansou-me!
bjs